acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
MME

Durante o evento “Cúpula de Inovação Brasil-Israel”, Bento Albuquerque fala a investidores

02/04/2019 | 18h07

Com o foco voltado para a atração de investimentos ao Brasil e no intercâmbio de inovação tecnológica com Israel, o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, fez hoje, 2, uma apresentação sobre as potencialidades do país nas áreas energética e de mineração, durante a “Cúpula de Inovação Brasil-Israel”, organizado pela agência Apex-Brasil, em Jerusalém.

A uma plateia de cerca de 400 participantes, com a presença do Ministro de Minas e Energia de Israel, Yuval Steinitz, no Painel “Inovação Brasileira em O&G”, o Ministro previu que, para o crescimento econômico brasileiro projetado (PIB), de 2,7% a 3% entre 2018 e 2027, serão necessários investimentos de até US$377 bilhões em petróleo, gás e biocombustíveis; US$ 100 bilhões em eletricidade; e outros US$ 20 bilhões em mineração.

Quase meio trilhão de reais em investimentos em infraestrutura energética estratégica, em 10 anos, num país que tem uma das matrizes energéticas com mais participação de recursos renováveis do mundo, hoje em 44% (contra 14% da média mundial), e em 2027 em torno de projetados 48%.

Bento Albuquerque destacou também que as emissões de CO2 por habitante no Brasil são de 2,2, bem abaixo dos Estados Unidos (15,5), China (6,6) e União Europeia (6,3). Dados que reforçam os compromissos do país com a sustentabilidade ambiental, acentuou o Ministro.

Para atrair o interesse dos investidores, Bento Albuquerque detalhou aos presentes as políticas públicas em andamento no país, que visam os melhores padrões de governança, a segurança regulamentar e jurídica, a previsibilidade, o respeito aos contratos e a garantia de retorno dos investimentos.

Na sequência, o Ministro detalhou as oportunidades de investimento em cada setor, bem como os leilões de petróleo e o Novo Mercado de Gás, os leilões já programados até 2021 para energia elétrica e linhas de transmissão, além de direitos minerários. O principal evento na área de petróleo e gás está marcado para 28 de outubro: o Leilão do Excedente da Cessão Onerosa.



Fonte: Redação/Assessoria MME
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar