acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Crescimento

Copersucar cresce com conquista de novo e importante sócio

22/10/2009 | 10h07
A Copersucar S.A. conquistou mais uma associada, a Pioneiros Bioenergia S.A., que passa a integrar também a Cooperativa. Com esta nova associada, a Copersucar contabiliza 35 unidades produtoras localizadas em São Paulo, Paraná e Minas Gerais. Dessas, 13 unidades se associaram nos últimos quatro anos, mostrando uma nova dinâmica de crescimento da maior empresa de comercialização de açúcar e etanol do País.


A Pioneiros surgiu em 1979, quando Cícero Junqueira, Marco Antônio Marinho Junqueira Franco, Arnaldo Shigueyuki Enomoto e pecuaristas da região de Sud Mennucci, região Noroeste do estado de São Paulo, decidiram substituir uma fazenda de engorda de gado (Fazenda Santa Maria da Mata) por uma destilaria de etanol. O empreendimento, na visão de seus fundadores, possibilitaria dinamizar a economia local e gerar empregos fora do tradicional setor agropecuário.

Atualmente, seus acionistas são a família Cícero Junqueira Franco, Arnaldo Shigueyuki Enomoto e outros acionistas minoritários. A Pioneiros começou a produzir etanol dois anos depois. A partir de 1994, passou a produzir também açúcar. A usina tem capacidade para processar 2 milhões de toneladas de cana e deverá produzir 100 mil toneladas de açúcar e 70 milhões de litros de etanol na safra 2009/2010.

A Pioneiros tornou-se, também, uma das mais bem-sucedidas geradoras de energia elétrica. Em 2006, iniciou a comercialização de energia elétrica para a Eletrobrás – trata-se do maior projeto de geração de energia elétrica por tonelada de cana moída e o primeiro processo de preparo e moagem de cana 100% eletrificado no país. A energia gerada é de 160 mil MWh, com exportação de 110 mil MWh, que abastece cerca de 250 mil residências, beneficiando 750 mil pessoas.

Com 1.500 colaboradores, a Pioneiros tem práticas modernas de governança e gestão sustentável, baseada no respeito ao meio ambiente e nas relações de trabalho. Além de ações sociais voltadas para a região, a empresa desenvolve projeto de readequação ambiental, que inclui o Projeto Semear, que consiste no plantio e cultivo de árvores que integram a vegetação nativa em áreas marginais, para controlar a erosão e propiciar o desenvolvimento da flora e proteção da fauna.   

A associação da Pioneiros Bioenergia representa para a Copersucar importante alavancagem em sua meta de crescimento, pelo aumento do volume de produtos em seu portfólio e, principalmente,  pela liderança que a nova associada sempre deteve na região oeste do estado.

Essa mais recente associação significa a ratificação das vantagens do modelo de negócio da Copersucar, que congrega eficiência na produção das usinas, a cargo dos próprios associados, aos ganhos de escala na logística, comercialização e gestão de riscos de mercado, de responsabilidade da Copersucar.

 

Estratégia de crescimento da Copersucar

A criação da Copersucar S.A. em outubro do ano passado foi decisiva para alavancar o crescimento nos negócios de açúcar, etanol e bioenergia e gerar valor em todas as etapas da cadeia produtiva.

A estratégia de crescimento da Copersucar se baseia na consolidação da oferta e no desenvolvimento de mercados. A consolidação da oferta é proporcionada pela expansão da produção das usinas associadas, atração de novos produtores e aumento do negócio de originação, que é a comercialização de açúcar e etanol comprados de usinas independentes.

Em relação ao desenvolvimento do mercado, a empresa investe em relações duradouras com foco do cliente, na negociação de contratos de longo prazo, no estabelecimento de alianças e participações societárias, na busca de maior presença no mercado global e de diferencial competitivo no etanol. Além disso, faz fortes investimentos em logística.

A Copersucar tem contrato de 10 anos com a Solvay Indupa do Brasil S.A. para fornecimento de cerca de 140 milhões de litros anuais de etanol para produção de PVC. A Solvay será a primeira empresa do continente americano a fabricar PVC com etileno derivado de etanol a partir de 2010. Assinou, também, contrato com o Japão para a venda de 200 milhões de litros anuais de etanol destinados à fabricação de bio-ETBE, para adição à gasolina consumida naquele país. O acordo representa receitas da ordem de US$ 100 milhões anuais.

Com essa estratégia, a Copersucar pretende consolidar sua liderança na comercialização de açúcar e biocombustíveis no País e aumentar sua atuação no mercado global. A meta é triplicar seus negócios até 2018, quando estima comercializar volumes equivalentes a cerca de 200 milhões de toneladas de cana e deter participação no mercado correspondente a 30% da produção nacional de açúcar e etanol.

Na safra 2008/2009, a Copersucar foi responsável por 13% de todo o açúcar e também por 13% de todo o etanol comercializados na região Centro-Sul. Em relação às exportações no mesmo período, a performance da Copersucar foi ainda mais expressiva, com 14% do açúcar e 23% do etanol comercializados no exterior.

 

Desempenho

Na safra 2009/2010, a Copersucar prevê processar cerca de 79 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2009/2010, crescimento de 16 % em relação à safra anterior. O faturamento previsto é de R$ 8,5 bilhões, aumento de 61%.

As vendas de açúcar deverão somar 5,7 milhões de toneladas, aumento de 54% em relação à safra 2008/2009, sendo 1,6 milhão de toneladas destinadas ao mercado interno e 4,1 milhões de toneladas às exportações. Do total das exportações, cerca de 1,3 milhão de toneladas serão adquiridas de usinas não associadas à Copersucar. Com esse desempenho, a Copersucar terá crescimento de 31% no mercado interno de açúcar e 66% nas exportações do produto.

A Copersucar comercializará 3,8 bilhões de litros, aumento de 5% em relação à safra anterior, sendo 3,3 bilhões de litros no mercado interno. A empresa exportará 570 milhões de litros (45 milhões adquiridos de usinas não associadas). Com isso, a Copersucar terá crescimento de 22% no mercado interno e redução de 42% na exportação de etanol.  

Na safra 2008/2009, a Copersucar processou 67,6 milhões de toneladas de cana, com crescimento de 3,8% em relação à safra anterior. As associadas produziram 3,2 milhões de toneladas de açúcar e 3,68 bilhões de litros de etanol. As exportações somaram 2,5 milhões de toneladas de açúcar e quase 1 bilhão de litros de etanol.

Na sua estratégia de aumentar escala, a Copersucar vem expandindo as operações com produtos de unidades independentes. Nessa modalidade de negócios foi comercializado, na safra 2008/2009, um volume de 618 mil toneladas de açúcar e de 80 milhões de litros de etanol. Na safra 2009/2010, o movimento de originação deverá representar 1,3 milhão de toneladas de açúcar e 45 milhões de litros de etanol.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar