Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Edise

Construído entre 1969 e 1974, Petrobras revitaliza edifício-sede histórico e integra prédio a corredor turístico carioca

19/07/2021 | 12h02
Construído entre 1969 e 1974, Petrobras revitaliza edifício-sede histórico e integra prédio a corredor turístico carioca
TN Petróleo TN Petróleo

Ícone da arquitetura nacional e da paisagem do Centro do Rio, o edifício-sede da Petrobras (Edise), localizado na Avenida Chile, está passando pela primeira reforma completa de sua história. A Petrobras está investindo na revitalização do prédio, que dará lugar a um ambiente moderno, sustentável e com design inclusivo. A fase de desocupação foi concluída e a desmontagem dos ambientes internos foi iniciada esta semana. No pico das obras, cerca de 1.600 pessoas irão trabalhar na reforma.

DivulgaçãoA reforma permitirá a integração do prédio ao circuito turístico e cultural da cidade, possibilitando, por exemplo, que os pedestres façam o trajeto do bondinho de Santa Teresa à Catedral Metropolitana passando por dentro da área do edifício, onde haverá espaços de exposições e cafeteria. A ideia é estreitar o relacionamento da Petrobras com os cariocas e turistas que visitam a cidade e contribuir para a revitalização e modernização do Centro do Rio de Janeiro. A Petrobras gera impactos positivos para a sociedade e contribui para o desenvolvimento das comunidades onde atua.

Para os empregados, o projeto inclui a implantação do modelo de smart-office, no qual a ocupação e a gestão dos escritórios é mais eficiente por meio de soluções tecnológicas como agendamento de salas de reunião e estações de trabalho por aplicativo. Nas salas de reunião, serão instaladas paredes escrevíveis e outros recursos que facilitem a aplicação de metodologias ágeis de planejamento. No térreo do edifício serão montadas pequenas arenas que poderão ser utilizadas para atividades diversas pelos colaboradores. Além disso, planeja-se a criação de um espaço de coworking para receber startups, reforçando a parceria dos especialistas da Petrobras com esses importantes atores do ecossistema de inovação. A Petrobras está investindo em projetos inovadores e em novas formas de trabalho para alavancar a colaboração e a experimentação de seu qualificado corpo técnico.

Os novos modelos de instalações promoverão o uso de tecnologia, alinhando o edifício à estratégia da Petrobras de otimização de custos, aumento contínuo da produtividade, e contribuindo para o processo de transformação digital e de cultura organizacional pelos quais a Petrobras vem passando. O novo edifício também contribuirá para a promoção de um ambiente de trabalho diverso, inclusivo e produtivo.

Os jardins internos e externo, projetados pelo paisagista Burle Marx, serão revitalizados, mantendo sua configuração original, tombada pela prefeitura.

A história do prédio

Considerado um marco na arquitetura nacional, o edifício-sede da Petrobras foi construído entre 1969 e 1974. O projeto do edifício foi escolhido por meio de um concurso, em nível nacional, organizado pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil, do qual participaram mais de 200 escritórios de construção civil. Capitaneado pelo arquiteto Roberto Luis Gandolfi, o projeto vencedor se mostrou, ao mesmo tempo, arrojado e inovador: os espaços na fachada criam interação entre as áreas internas e externas, com proteção contra o sol e o calor. O edifício se tornou icônico no Centro do Rio de Janeiro e acabou se consolidando como um símbolo da própria companhia.



Fonte: Redação TN Petróleo, Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar