acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Chesf fará oferta para fechar capital

17/09/2013 | 10h08

 

A diretoria e o conselho de administração da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) aprovaram a realização de uma oferta pública para aquisição de ações (OPA) para cancelar seu registro de companhia aberta.
Divulgação
Segundo fato relevante, a empresa publicará um edital de licitação para contratação de instituição que servirá de entidade intermediária, que irá elaborar o laudo de avaliação. A licitação deve-se ao fato de a companhia ser uma sociedade de economia mista.
A Chesf afirmou que, segundo as regras da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o registro da OPA deveria ser protocolado no prazo máximo de 30 dias, mas que vai exceder o período por conta das formalidades constantes da Lei de Licitações.
“A Companhia fará os esforços necessários para que, dentro do princípio da razoabilidade e da proporcionalidade, seja utilizado apenas o tempo estritamente necessário para que as formalidades a que nos referimos sejam cumpridas.”
Cerca de 99,6% do capital da companhia é detido pela estatal Eletrobras e o restante negociado no mercado de balcão.

A diretoria e o conselho de administração da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) aprovaram a realização de uma oferta pública para aquisição de ações (OPA) para cancelar seu registro de companhia aberta.


Segundo fato relevante, a empresa publicará um edital de licitação para contratação de instituição que servirá de entidade intermediária, que irá elaborar o laudo de avaliação. A licitação deve-se ao fato de a companhia ser uma sociedade de economia mista.


A Chesf afirmou que, segundo as regras da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o registro da OPA deveria ser protocolado no prazo máximo de 30 dias, mas que vai exceder o período por conta das formalidades constantes da Lei de Licitações.


“A Companhia fará os esforços necessários para que, dentro do princípio da razoabilidade e da proporcionalidade, seja utilizado apenas o tempo estritamente necessário para que as formalidades a que nos referimos sejam cumpridas.”


Cerca de 99,6% do capital da companhia é detido pela estatal Eletrobras e o restante negociado no mercado de balcão.

 



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar