acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

BNDES inaugura escritório de representação na África

09/12/2013 | 16h34

 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) inaugurou, nesta sexta-feira (6), seu escritório no continente africano. A representação do banco está localizada em Joanesburgo, na África do Sul.
Segundo o BNDES, o objetivo é ampliar o relacionamento com as instituições regionais e locais, bem como aprofundar os conhecimentos sobre o ambiente empresarial africano. A presença na África deve ajudar a fomentar a realização de mais negócios entre o Brasil e o continente, contribuindo para o desenvolvimento econômico mútuo.
O movimento do BNDES também reafirma a prioridade dada pelo governo brasileiro às relações com a África. No ano passado, os assuntos referentes ao continente africano passaram a ser de competência de uma diretoria específica do BNDES.
Participaram da cerimônia de inauguração o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e o diretor responsável pelos assuntos relativos à África, América Latina e Caribe, Luiz Eduardo Melin.
“Esta é uma ocasião em que nossa dor convive com um senso de futuro, um senso de compromisso e um componente de esperança em relação ao futuro de nosso relacionamento e ao futuro da África”, afirmou o presidente do BNDES.
O escritório do BNDES está localizado no principal centro financeiro do continente, em Joanesburgo, na África do Sul, país que integra, junto com Brasil, Rússia, Índia e China, o bloco das potências emergentes conhecido como Brics. Além do escritório na África, o Banco possui uma representação em Montevidéu e uma subsidiária em Londres. 
Assim como as outras operações do Banco fora do Brasil, o escritório possui uma estrutura enxuta: são três empregados do BNDES e dois colaboradores locais. A equipe é chefiada por Paulo Roberto Araújo, um executivo do BNDES com mais de 20 anos de carreira e uma extensa experiência junto à Área Internacional do Banco.
A representação vai prestar informações sobre as modalidades de financiamento às exportações de bens e serviços brasileiros e sobre os instrumentos de apoio à internacionalização de empresas brasileiras que buscam oportunidades de negócio na África (joint ventures, investimento para instalação de novas unidades/filiais ou para expansão). Também será um canal para contatos mais ágeis entre o Banco, empresas e organismos com atuação regional.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) inaugurou, nesta sexta-feira (6), seu escritório no continente africano. A representação do banco está localizada em Joanesburgo, na África do Sul.

Segundo o BNDES, o objetivo é ampliar o relacionamento com as instituições regionais e locais, bem como aprofundar os conhecimentos sobre o ambiente empresarial africano. A presença na África deve ajudar a fomentar a realização de mais negócios entre o Brasil e o continente, contribuindo para o desenvolvimento econômico mútuo.

O movimento do BNDES também reafirma a prioridade dada pelo governo brasileiro às relações com a África. No ano passado, os assuntos referentes ao continente africano passaram a ser de competência de uma diretoria específica do BNDES.

Participaram da cerimônia de inauguração o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e o diretor responsável pelos assuntos relativos à África, América Latina e Caribe, Luiz Eduardo Melin.

“Esta é uma ocasião em que nossa dor convive com um senso de futuro, um senso de compromisso e um componente de esperança em relação ao futuro de nosso relacionamento e ao futuro da África”, afirmou o presidente do BNDES.

O escritório do BNDES está localizado no principal centro financeiro do continente, em Joanesburgo, na África do Sul, país que integra, junto com Brasil, Rússia, Índia e China, o bloco das potências emergentes conhecido como Brics. Além do escritório na África, o Banco possui uma representação em Montevidéu e uma subsidiária em Londres.

Assim como as outras operações do Banco fora do Brasil, o escritório possui uma estrutura enxuta: são três empregados do BNDES e dois colaboradores locais. A equipe é chefiada por Paulo Roberto Araújo, um executivo do BNDES com mais de 20 anos de carreira e uma extensa experiência junto à Área Internacional do Banco.

A representação vai prestar informações sobre as modalidades de financiamento às exportações de bens e serviços brasileiros e sobre os instrumentos de apoio à internacionalização de empresas brasileiras que buscam oportunidades de negócio na África (joint ventures, investimento para instalação de novas unidades/filiais ou para expansão). Também será um canal para contatos mais ágeis entre o Banco, empresas e organismos com atuação regional.

 



Fonte: Ascom BNDES
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar