acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
América do Sul

Argentina e Bolívia prorrogam exportação de gás até final de 2006

01/08/2005 | 00h00

O ministro boliviano de Hidrocarbonetos, Jaime Dunn, e o ministro argentino de Planejamento, Julio de Vido, assinaram um acordo para prorrogar um contrato temporário para exportar gás boliviano ao país vizinho até 2006, disse a BNamercias uma fonte do Ministério de Minas e Hidrocarbonetos. O contrato anterior expirava a fins deste ano.
Na atualidade, a Argentina recebe 7,7 milhões m³ por dia (Mm3/d) de gás boliviano em virtude de dois contratos para subministrar 6,5 Mm³/d e 1,2 Mm³/d, respectivamente.
A prorrogação que discutiram os ministros se refere ao contrato de 6,5Mm³/d, indicou a fonte, que agregou que o acordo deverá ser assinado no final de agosto.
Dunn e De Vido se reuniram na cidade boliviana de Santra Cruz, no dia 27 de julho. Os ministros também tinham previsto analizar o proposto Gasoduto do Norte da Argentina, avaliado em US$ 1 bilhão, que transportaria 20Mm³/d de gás em um começo, desde a província boliviana de Tarija até o nordeste da Argentina.
Este projeto esteve detido à espera de que se resolve a crise política da Bolívia, a implementação da nova lei de hidrocarbonetos e um acorodo sobre os preços do gás.



Fonte: BNamericas
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar