Rio Oil & Gas 2020

André Araujo, da Shell fala sobre as novas perspectivas da indústria de O&G no país

Redação TN Petróleo/Assessoria
03/12/2020 12:31
André Araujo, da Shell fala sobre as novas perspectivas da indústria de O&G no país Imagem: Divulgação Visualizações: 626

O Brasil precisa endereçar a redução de emissões de carbono na indústria e as empresas devem assumir a responsabilidade neste sentido, de acordo com o presidente da Shell no país, André Araujo (foto). Ele falou, ontem (2/12), no painel Desafios e Perspectivas da Indústria de O&G no Brasil, organizado dentro da programação do Shell Talks, que contempla uma série de debates promovidos pela companhia em sinergia com a agenda oficial da Rio Oil & Gas 2020.

Institucional“O grupo Shell vai investir cerca de 5 bilhões de dólares em novas energias globalmente. No Brasil, o percentual do investimento em P&D vai passar de 10% para 35%, com a pesquisa em novas energias sendo beneficiada neste escopo”, afirmou o executivo, que também esteve presente no congresso técnico do evento, na sessão Desafios e Perspectivas da Indústria de O&G no Brasil. “Estamos olhando oportunidades em renováveis, solar, gás integrado e até produtos da natureza”, reiterou André Araujo ao mencionar a importância do amadurecimento do mercado de crédito de carbono na região nos próximos anos.

Outro destaque do segundo dia da Rio Oil & Gas foi o painel Integração Gás-Eletricidade, com Guilherme Perdigão, gerente geral de Novas Energias da Shell Brasil. Ele pontuou características da termelétrica de Marlim Azul que podem servir de parâmetro para o futuro do segmento, como o contrato de longo prazo do projeto, que dá segurança de investimento, e a possibilidade de trabalhar em um mercado mais amplo e com mais liquidez, que é o de energia elétrica.

InstitucionalEmpreendedorismo, Inovação e Economia Criativa foram os temas discutidos na última sessão do Shell Talks desta quarta-feira. Glauco Paiva, gerente executivo de Relações Externas da companhia, comentou que iniciativa privada, sociedade civil e governo precisam caminhar juntos em busca de um norte que possibilite o desenvolvimento de novas iniciativas e facilite a criação de novos negócios no Brasil.

Confira a agenda do Shell Talks para amanhã (3) e clique aqui para acessar a programação da empresa durante o evento.

Dia 03/12

De 9h às 10h – A Indústria 4.0 e o segmento de Águas Profundas

Participação: Diego Juliano (Diego Juliano, gerente de Tecnologia Submarina da Shell Brasil), com representante da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai)

Mediação: Bernardo Mello Franco

De 16h30 às 17h30 – A Interseccionalidade na Temática de Diversidade & Inclusão

Participação: Luiz Oliveira (Assessor de Planejamento de Comunicação e Conteúdo da Shell Brasil e Co-fundador da TRUEColors)

Mediação: Maria Fernanda Delmas

Divulgação

Mais Lidas De Hoje
Veja Também
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.