acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Amapá sedia III Fórum Ciência e Sociedade Brasil-França

21/10/2009 | 14h26
Está sendo realizado no Amapá desde ontem (20) o III Fórum Ciência e Sociedade Brasil-França, que vai até esta sexta-feira (23). o encontro faz parte da programação do Ano da França no Brasil e integra a agenda da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.
 
 
“É uma grande emoção. Participar de um evento de integração como este, descobrir a cultura brasileira e ter a oportunidade de incrementar meus conhecimentos é maravilhoso”, declara o estudante francês Lilian Serre, 20 anos. Ele veio ao Brasil com a delegação de professores e alunos de seu país para unir-se a mais de 130 estudantes no III Fórum Ciência e Sociedade Brasil-França.


“Biodiversidade, saúde e desenvolvimento sustentável para todos” foi o tema escolhido para o debate entre técnicos, cientistas, pesquisadores, estudantes e professores. O secretário de Desenvolvimento Econômico do Amapá, Antônio Carlos Farias, representando o Governo do Estado, ressaltou a pertinência da temática para a região: “Macapá é capital do Estado mais preservado do país, uma cidade banhada pelo maior rio do mundo, o Amazonas, a única capital do mundo cortada pela Linha do Equador. Aqui fica localizado o maior parque de floresta tropical do mundo, o Parque do Tumucumaque. Assim, nos apresentamos como protagonistas nesse contexto e é necessário observar que aqui a biodiversidade faz parte de um grande processo de desenvolvimento sustentável”, disse.


O representante da Direção Geral de Ensino e Pesquisa do Ministério da Alimentação, da agricultura e da pesca da França (DGER/ MAAP), Gerardo Ruiz, inspirou-se nos atributos naturais do Estado anfitrião para descrever suas expectativas com relação ao evento: “Eu cheguei a uma conclusão enquanto olhava o Rio Amazonas – esse rio que atravessa quilômetros e quilômetros, estados e países para se transformar em outra coisa. O Fórum é como o Rio Amazonas, todos nós atravessamos as fronteiras de países e estados. Nós somos matéria e, ao final de três dias, nos transformaremos em outra coisa”, comparou.


O encontro reúne delegações do Amapá, Goiás, Pernambuco, Distrito Federal, diversas regiões da França e Guiana Francesa, por isso, a coordenadora do evento, professora Luciana Sepulveda, acredita que ele propicia muitas trocas. “O Fórum é um espaço de descoberta de diferentes culturas. A comunicação precisa da fala, mas vai além dela”, afirma.


A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, coordenada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, é um momento para mobilizar a população, em especial crianças e jovens, em torno de temas e atividades de Ciência e Tecnologia, valorizando a criatividade, a atitude cientifica e a inovação.


O diretor da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Manaus, Roberto Senna, compartilha do pensamento: “É importante para o pesquisador discutir seus resultados com a sociedade, principalmente com os jovens. Discutir temas como esse não é só importante para a ciência, mas também para a formação da cidadania”.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar