Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Abiquim representa o Brasil em sessão especial sobre precificação de carbono na AL, organizada pela ANIQ do México

04/11/2020 | 20h03

A Abiquim representou o Brasil na sessão especial “Panorama Regional de Precio al Carbono en Latinoamérica”, que encerrou a sexta edição do curso “Diplomado en Mercados de Carbono”, realizado pela Asociacíon Nacional de la Industria Quimica (ANIQ), do México; a plataforma mexicana de carbono, MexiCO2; e a consultoria Carbon Trust.

A sessão especial “Panorama Regional de Precio al Carbono en Latinoamérica” foi realizada, no dia 29 de outubro, por videoconferência, e também contou com apresentações de especialistas em precificação de carbono e mudanças climáticas do governo e da iniciativa privada da Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Peru, República Dominicana, Venezuela.

O Brasil foi representado pela gerente de Sustentabilidade da Abiquim, Aline Bressan, que, apresentou os aspectos gerais das discussões locais sobre o tema, o cenário político atual, destacando o posicionamento da Associação sobre precificação de carbono, que ressalta o setor químico como provedor de soluções para o desenvolvimento sustentável e diminuição das emissões.

Divulgação

Aline enfatizou o engajamento da Abiquim nas discussões sobre a precificação de carbono no Brasil, incluindo a participação como membro integrante do Comitê Consultivo do Projeto PMR – Partnership for Market Readiness, iniciativa do Banco Mundial em parceria com o Ministério da Economia, que estuda a viabilidade da implementação de instrumentos econômicos para precificação de carbono no País. A gerente da Abiquim ainda destacou a iniciativa da Associação de intensificar o diálogo com as diversas partes interessadas e de reforçar a perspectiva estratégica desta agenda, por meio da formação do Grupo Multidisciplinar sobre Mudanças Climáticas, que tem a participação de integrantes das Comissões de Meio Ambiente, Economia e Competitividade, do GT Energia, além do Comitê para o Desenvolvimento Sustentável, todos da Abiquim.

Os demais palestrantes também compartilharam os esforços nacionais realizados na política climática e a situação que atualmente leva à redução das emissões em cada país, especialmente considerando a forma como as taxas de carbono têm sido estabelecidas, como no caso da Argentina, Chile e Colômbia, bem como os esforços para avançar na implementação de um instrumento de precificação de carbono como ocorre na República Dominicana. Também foram apresentadas a ferramenta de pegada de carbono, estabelecida no setor privado no Peru, e a ênfase, no atual contexto político, na área do clima na Venezuela.

Os palestrantes também abordaram os desafios e as oportunidades derivados dos compromissos adquiridos com a assinatura do Acordo de Paris, as barreiras enfrentadas, os instrumentos de mitigação como taxas de carbono, as perspectivas sobre o sistema de comércio de emissões e sobre a absorção de CO2 pelas reservas florestais.

Mais informações a respeito do posicionamento da Abiquim sobre a precificação de carbono, o Comitê para o Desenvolvimento Sustentável e o Grupo Multidisciplinar sobre Mudanças Climáticas, ambos da Abiquim, com a gerente de Sustentabilidade da Associação, Aline Bressan, pelo e-mail: aline.bressan@abiquim.org.br.

Divulgação



Fonte: Redação TN Petróleo/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar