Combustíveis

Diesel e gasolina devem subir após recuo nos postos em janeiro do Brasil, diz ValeCard

Reuters, 05/02/2024
05/02/2024 09:53
Visualizações: 363

Os preços médios de diesel e da gasolina devem avançar nos próximos dias, com impulso da elevação da alíquota do tributo estadual ICMS, depois de registrarem recuo em janeiro, apontou nesta sexta-feira uma pesquisa da ValeCard, empresa especializada em soluções de mobilidade.

Na última semana do mês, entre 26 de janeiro e 1º de fevereiro, os valores ficaram quase estáveis, mostrou o levantamento, com base em transações realizadas em mais de 25 mil estabelecimentos credenciados em todos os estados do Brasil.

"Embora os preços tenham se mantido relativamente estáveis nas últimas semanas, a situação está prestes a mudar. O anúncio de um aumento significativo nos combustíveis e no gás de cozinha, impulsionado pela alta da alíquota do ICMS (imposto estadual), deve impactar diretamente o bolso do consumidor nos próximos dias", disse Brendon Rodrigues, Head de inovação e portfólio na ValeCard.

A alta do ICMS, em 1º de fevereiro, tem potencial de aumento da gasolina, do diesel e do gás de cozinha em cerca de 12,5%, disse a ValeCard.

A ValeCard disse que o aumento reflete a decisão de vários Estados de reajustar o ICMS para os produtos em geral para compensar perdas de receita, ao citar o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

O preço médio do diesel S-10, o mais consumido no Brasil nos postos de combustíveis, registrou um recuo de 1,26% em janeiro, a 6,181 reais por litro.

A gasolina teve um recuo de 0,46% em janeiro, a 5,796 reais por litro, enquanto o etanol hidratado, seu concorrente direto nas bombas, caiu 1,91%, a 3,594 reais por litro.

Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.