acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia elétrica

Setor elétrico investe em tecnologia para cibersegurança e operações, mas falta inovação

04/04/2019 | 09h02

A Minsait, uma empresa Indra, realizou recentemente um estudo que analisa a maturidade digital de empresas do setor elétrico. Entre os destaques, está o fato de que o mercado brasileiro ainda está começando a investir em inovação – enquanto outros mercados, como os EUA, já geram sete vezes mais valor agregado a esses serviços por meio do uso de tecnologia.

“Grande parte dos serviços de digitalização que prestamos no país estão relacionados à AMS, ou seja, manutenção de sistemas que mantêm as estruturas operando. Nos próximos anos, acreditamos que será fundamental investir em inovação e novas tecnologias, especialmente se analisarmos um contexto de longo prazo, como a inserção dessas redes em um contexto de Smart Cities”, destaca Bernardino.

O cenário local não destoa da média europeia, de acordo com a companhia. Em um estudo que analisa companhias espanholas sob quatro pilares (Estratégia, Cultura, Liderança e Sistemas) em uma escala de 1 a 5, a Minsait conclui que o setor elétrico está bem posicionado nos quesitos “Cibersegurança” e “Inovação” (classificado como “Alto Nível”, com pontuação 3,15 e 2,49, respectivamente) enquanto quesitos como “Sistemas” e “Inovação” ainda são carentes de investimento (notas 1,85 e 1,53, respectivamente).

“Hoje, 36% das empresas analisadas dispõem de planos estratégicos para a transformação digital com foco em visão estratégica e de futuro. Além disso, 45% das companhias de tecnologia contam com uma liderança específica para o setor tecnológico e 55% delas com programas para fomentar a inovação como cultura dentro das organizações”, afirma Marcelo Bernardino, diretor de Energia e Indústria da Minsait no Brasil.

Apesar disso, a companhia acredita que esse cenário deve mudar em breve. “Hoje vemos aspectos indiretos de serviços e receitas acessórias, como os meios de pagamentos ou projetos de eficiência energética e automação, sendo responsáveis por gerar novas estratégias dentro das companhias de Utilities. Acreditamos que isso deve trazer impactos diretos para o consumidor final nos próximos dois anos, ampliando a nossa capacidade de atuar com inteligência dentro do setor”, afirma o executivo.

A Minsait é uma das principais companhias tecnológicas que presta serviços para o setor elétrico no Brasil. Com aumento de 100% no número de contratos no país neste setor em relação a 2017, a companhia espera crescer ainda mais em 2019. “Hoje, 83% das empresas analisadas por nós já usam infraestrutura 4.0 na operação. Acreditamos que essa tendência também deve se replicar no mercado brasileiro em breve e queremos ajudar companhias a realizarem essa transição da melhor maneira possível”, finaliza Bernardino.

Sobre a Minsait - A Minsait, uma empresa da Indra (www.minsait.com), é a companhia líder em Consultoria de Transformação Digital e Tecnologias da Informação na Espanha e na América Latina. A Minsait apresenta um alto grau de especialização e conhecimento setorial, o que complementa sua alta capacidade de integrar o mundo core com o mundo digital, sua liderança em inovação e transformação digital e sua flexibilidade. Assim, concentra sua oferta em propostas de valor de alto impacto, baseadas em soluções end-to-end, com uma notável segmentação, que permite atingir impactos tangíveis para seus clientes em cada setor com uma abordagem transformacional. Suas capacidades e liderança são mostradas em sua oferta de produtos, denominada Onesait, e sua oferta transversal de serviços.

Sobre a Indra - A Indra (www.indracompany.com) é uma das principais empresas globais de tecnologia e consultoria e parceira de tecnologia para as principais operações dos negócios de seus clientes em todo o mundo. É um fornecedor líder global de soluções próprias em segmentos específicos dos mercados de Transporte e Defesa. Também, é a empresa líder em Consultoria de Transformação Digital e Tecnologias da Informação na Espanha e na América Latina, através de sua subsidiária Minsait. Seu modelo de negócios é baseado em uma oferta abrangente de seus próprios produtos, com uma abordagem end-to-end, de alto valor e com um alto componente de inovação. No ano fiscal de 2018, a receita da Indra foi de 3.104 milhões de euros, conta com 43.000 colaboradores, está presente em 46 países e operações comerciais em mais de 140 países.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar