acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Serasa: demanda das empresas por crédito registra alta de 6,7% em maio

19/06/2012 | 12h31
O número de empresas que procuraram crédito em maio cresceu 6,7% ante abril, segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (19) pela Serasa Experian. Entre janeiro e maio deste ano, a demanda por crédito registrou elevação de 0,6% em relação com o mesmo período de 2011. Já na comparação de maio com o mesmo mês do ano passado, houve queda de 1,3% na procura.

De acordo com os economistas da Serasa, a alta de 6,7% registrada em maio recupera parcialmente a queda de 8,1% apurada no mês de abril ante março. Porém, para a entidade, ainda há baixo dinamismo no quadro da demanda das empresas por crédito, mesmo com as medidas adotadas pelo governo para reaquecer a economia.

No mês passado, as micro e pequenas empresas se destacaram em termos de demanda por crédito, com crescimento de 7,1% em relação a abril. As médias e grandes registraram pequeno aumento na procura, 1,1% e 0,6%, respectivamente.

Apesar de terem apresentado crescimento mais modesto no mês de maio, no acumulado do ano são as médias e grandes empresas que registram as maiores altas da demanda por crédito, 10,6% e 15,6%, respectivamente. No caso das micro e pequenas empresas, houve estabilidade. De acordo com a Serasa, o agravamento do quadro externo - principalmente na zona do euro - tem induzido as médias e grandes empresas a buscar crédito nas fontes tradicionais domésticas (crédito bancário e crédito mercantil), em detrimento de outras fontes (recursos externos e emissões primárias de ações) que se retraem em momentos de instabilidades na conjuntura internacional.

Segundo o levantamento da Serasa, todos os setores econômicos registraram crescimento da demanda por crédito em maio. O destaque ficou com o setor de serviços, que apresentou alta de 7,5%. Em seguida, vêm empresas comerciais, que registraram alta de 6,1%, e indústrias, que expandiram a demanda por crédito em 5,8%.

No acumulado dos primeiros cinco meses de 2012, as empresas de serviços apresentam o maior crescimento da demanda por crédito: 2,8% ante o período de janeiro a maio de 2011. Em segundo lugar, aparecem as indústrias, com alta de 1,8% nesse mesmo critério de comparação. Apenas as empresas comerciais diminuíram a demandas por crédito neste ano de 2012 (-1,3%).

Em todas as regiões do país, houve aumento da procura por crédito. O destaque ficou com o Norte, com alta de 12,9% ante abril. As demais regiões registraram crescimento entre 6% (Centro-Oeste) e 6,6% (Nordeste). No acumulado do ano, as regiões Centro-Oeste e Sudeste registram quedas na demanda de suas empresas por crédito (-0,7% e -0,4%, respectivamente). Por outro lado, as regiões Sul e Norte, com altas de 2,8% e de 2,4%, lideram a procura por crédito neste ano.


Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar