acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia alternativa

Seleção aprova 35 planos de negócio para o setor sucroenergético

18/07/2014 | 13h45

O plano é apoiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e pela Finep Inovação e Pesquisa, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. O resultado da seleção foi anunciado hoje (17) pelo banco.

O valor da demanda supera em cerca de 30% o orçamento original do Paiss Agrícola disponibilizado pelo BNDES e pela Finep, que alcança R$ 1,48 bilhão para o período 2014-2018. Desse total, R$ 80 milhões são recursos não reembolsáveis, sendo R$ 40 milhões por meio do Fundo Tecnológico - BNDES Funtec e R$ 40 milhões de subvenção econômica pela Finep.

A assessoria de imprensa do BNDES informou que os planos de negócio aprovados englobam 126 projetos inovadores inseridos nas cadeias produtivas da cana-de-açúcar ou de outras culturas ligadas ao sistema agroindustrial do setor sucroenergético.

A previsão é que os primeiros desembolsos do Paiss Agrícola ocorram ainda este ano. O plano visa a impulsionar o desenvolvimento de novas tecnologias que elevem a eficiência do setor, resultando em  maiores ganhos de produtividade no médio e longo prazo.

Segundo o BNDES, se o ganho anual de produtividade da cana, que hoje é inferior a 1%, aumentar para 3%, será possível adicionar cerca de 12 bilhões de litros de etanol até o início da próxima década. De acordo com o banco, isso equivaleria a um aumento de mais de 40% em relação à produção atual de etanol.



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar