acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Balanço

Resultados Odebrecht Agroindustrial - Safra 2015/2016

19/07/2016 | 14h29

A Odebrecht Agroindustrial divulgou hoje o balanço da safra 2015/2016. A Empresa processou 29,3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar no período, o que representou um crescimento de 23,3% em relação ao volume processado na safra anterior. Foram produzidos 2 bilhões de litros de etanol, sendo 1,4 bilhão de litros de etanol hidratado e 640 milhões de etanol anidro e 455 mil toneladas de açúcar VHP. Adicionalmente, a Empresa forneceu biomassa (bagaço de cana de açúcar) suficiente para cogeração de 2,1 mil GWh de energia elétrica para exportação.

Além do novo patamar de produção, a Odebrecht Agroindustrial apresentou avanços em produtividade. O indicador de TAH (Toneladas de Açúcar por Hectare) cresceu 11,8% em relação à safra 2014/2015 (9,8 ante 8,6 no ciclo anterior), impulsionado principalmente pelo avanço no TCH (Toneladas de Cana por Hectare) e no ATR (Açúcar Total Recuperável). Um dos principais indicadores de custos da Empresa, o CCT (Corte, Carregamento e Transporte), foi impactado positivamente pelas ações de produtividade e redução de custos adotadas, com queda de 5,5% no unitário por tonelada de cana colhida.

O plantio fechou em torno de 50 mil hectares, 84% dos quais voltados a áreas de renovação. Os investimentos em formação de lavoura já refletem a evolução do Programa de Fornecedores, que tem por meta reduzir as necessidades de caixa e garantir o fornecimento de cana para as próximas safras, inclusive visando a expansão de moagem, fomentando o crescimento e sustentabilidade operacional e financeira dos principais parceiros.

A receita líquida no período foi de R$ 3,7 bilhões, crescimento aproximado de 45% na comparação com a safra 2014/2015. Já o EBITDA, desconsiderando o ativo biológico, ficou em R$ 1,1 bilhão ante R$ 370 milhões, um incremento expressivo de 200% em comparação com o ciclo anterior.

Em 30 de junho de 2016, após o encerramento do exercício social da Empresa e antes da emissão das demonstrações financeiras, a Odebrecht Agroindustrial e Odebrecht S.A. firmaram um Acordo de Reestruturação de Capital, renegociando aproximadamente 95% de suas dívidas com instituições financeiras.

O acordo contempla uma capitalização da Odebrecht S.A. na Odebrecht Agroindustrial no montante de aproximadamente R$ 6 bilhões, dos quais R$ 2 bilhões serão realizados por meio de aporte de ativos e R$ 4 bilhões em aporte financeiro, sendo que destes, R$ 2,5 bilhões serão destinados exclusivamente para redução imediata do endividamento da Empresa, que diminuirá expressivamente sua alavancagem e despesas financeiras e terá seus resultados refletidos no balanço referente à safra 2016/2017.

No ciclo que se encerrou, a dívida de curto prazo (com vencimento nos 12 meses subsequentes ao encerramento da safra) passou de 22,7% da dívida total, em março de 2015, para 35,2% no encerramento da safra 2015/2016. Com a finalização da reestruturação de capital, o percentual da dívida alocada no curto prazo cairá para cerca de 2,8% e o prazo médio da dívida aumentará de 3,6 anos para 8 anos. Desta forma os prazos dos financiamentos serão adequados conforme a capacidade de geração de caixa da empresa.

Para a safra 2016/2017, a empresa projeta a moagem de 31 milhões de toneladas de cana, com a produção de 2,2 bilhões de litros de etanol e 640 mil toneladas de açúcar VHP, além de 2,2 mil GWh de energia elétrica a partir da biomassa.

 



Fonte: Assessoria/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar