Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Biodiesel

Produtores de biodiesel pedem previsibilidade do governo na definição de medidas para o setor

04/05/2021 | 17h39

A União Brasileia do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) e demais associações do setor participaram, nesta segunda-feira (3), de audiência virtual solicitada pelo deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP) com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, para tratar da elaboração de uma legislação sobre percentuais da mistura do biodiesel no diesel fóssil.

O projeto de lei foi apresentado pelo presidente da Frete Parlamentar do Biodiesel, deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), e prevê o aumento anual do percentual do biodiesel no diesel fóssil até atingir 20% em 2028. "Os investidores do setor precisam de previsibilidade nas definições das políticas de governo para o setor. Precisamos zelar pela trajetória do setor que é muito importante para a economia brasileira", disse Juan Diego Ferrés, presidente da Ubrabio.

Divulgação

Além de Jardim e Goergen, também participaram da audiência virtual o deputado Pedro Lupion (DEM-PR), e o líder do governo no Congresso, deputado Ricardo Barros (PP-PR). "Os leilões de biodiesel não podem se transformar em uma surpresa para o setor", disse Ricardo Barros, ao defender a previsibilidade das ações do governo com relação ao percentual de mistura do biodiesel no diesel fóssil.

O ministro Bento Albuquerque ressaltou a importância do setor de biodiesel na transição da política energética brasileira para uma matriz menos poluidora. "A política de biocombustíveis extrapola o atual governo, é uma política de Estado. Nosso compromisso com o setor é incontestável", disse o ministro, que participou da audiência acompanhado do secretário Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, José Mauro Ferreira Coelho.



Fonte: Redação TN Petróleo/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar