acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo e Gás

Produção de petróleo diminui 0,7% em relação a setembro

03/12/2013 | 14h49
Produção de petróleo diminui 0,7% em relação a setembro
P-52/ Steferson Faria P-52/ Steferson Faria

 

A produção média de petróleo no mês de outubro no Brasil foi de aproximadamente 2,079 milhões de barris por dia, um aumento de cerca de 3,4% em comparação com o mesmo mês do ano passado e redução de cerca de 0,7% em relação a setembro. A produção de gás natural foi de aproximadamente 72,9 milhões de metros cúbicos por dia, redução de 0,1% na comparação com outubro de 2012 e de 6,8% na comparação com setembro de 2013.
No total, a média de petróleo e gás produzidos foi de aproximadamente 2,537 milhões de barris de óleo equivalente por dia.
Pré-sal
A produção no pré-sal foi de 308,4 mil barris de petróleo por dia e 10,1 milhões de metros cúbicos diários de gás natural, totalizando 371,8 mil barris de óleo equivalente, o que corresponde a uma redução de 6,5% em relação ao mês anterior, causada por problemas operacionais na plataforma FPSO Cidade de Angra dos Reis.
A produção teve origem em 27 poços localizados nos campos de Baleia Azul, Caratinga, Barracuda, Jubarte, Linguado, Lula, Marlim, Voador, Marlim Leste, Pampo, Pirambu, Sapinhoá, Trilha e na área de cessão onerosa de Franco.
Maiores Produtores 
O campo de Roncador, na bacia de Campos, foi o maior produtor de petróleo, com média de 289,4 mil barris por dia e o de Rio Urucu, na bacia do Solimões, o que mais produziu gás natural, apresentando média de 6,2 milhões de metros cúbicos diários. A plataforma P-56 foi a que mais produziu, com média de 140,5 mil barris de óleo equivalente por dia através de 8 poços a ela interligados.
Informações gerais
A produção de petróleo e gás natural no Brasil foi oriunda de 8.962 poços, sendo 764 marítimos e 8.198 terrestres. O grau API médio do petróleo produzido no mês foi de aproximadamente 24,3º API, sendo 9,3% óleo leve (maior ou igual 31º API), 62% óleo médio (entre 22º e 31º API) e 28,7% óleo pesado (menor que 22º API).
O campo com o maior número de poços produtores foi Canto do Amaro, na bacia Potiguar, com 1.110 poços. O campo marítimo com maior número de poços produtores foi Marlim, com um total de 58.

A produção média de petróleo no mês de outubro no Brasil foi de aproximadamente 2,079 milhões de barris por dia, um aumento de cerca de 3,4% em comparação com o mesmo mês do ano passado e redução de cerca de 0,7% em relação a setembro. A produção de gás natural foi de aproximadamente 72,9 milhões de metros cúbicos por dia, redução de 0,1% na comparação com outubro de 2012 e de 6,8% na comparação com setembro de 2013.

No total, a média de petróleo e gás produzidos foi de aproximadamente 2,537 milhões de barris de óleo equivalente por dia.


Pré-sal

A produção no pré-sal foi de 308,4 mil barris de petróleo por dia e 10,1 milhões de metros cúbicos diários de gás natural, totalizando 371,8 mil barris de óleo equivalente, o que corresponde a uma redução de 6,5% em relação ao mês anterior, causada por problemas operacionais na plataforma FPSO Cidade de Angra dos Reis.

A produção teve origem em 27 poços localizados nos campos de Baleia Azul, Caratinga, Barracuda, Jubarte, Linguado, Lula, Marlim, Voador, Marlim Leste, Pampo, Pirambu, Sapinhoá, Trilha e na área de cessão onerosa de Franco.


Maiores Produtores

O campo de Roncador, na bacia de Campos, foi o maior produtor de petróleo, com média de 289,4 mil barris por dia e o de Rio Urucu, na bacia do Solimões, o que mais produziu gás natural, apresentando média de 6,2 milhões de metros cúbicos diários.

A plataforma P-56 foi a que mais produziu, com média de 140,5 mil barris de óleo equivalente por dia através de 8 poços a ela interligados.


Informações gerais

A produção de petróleo e gás natural no Brasil foi oriunda de 8.962 poços, sendo 764 marítimos e 8.198 terrestres. O grau API médio do petróleo produzido no mês foi de aproximadamente 24,3º API, sendo 9,3% óleo leve (maior ou igual 31º API), 62% óleo médio (entre 22º e 31º API) e 28,7% óleo pesado (menor que 22º API).

O campo com o maior número de poços produtores foi Canto do Amaro, na bacia Potiguar, com 1.110 poços. O campo marítimo com maior número de poços produtores foi Marlim, com um total de 58.



Fonte: Ascom ANP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar