acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Meio ambiente

Prefeitura de Cabo Frio cede área para construção do Centro Albatroz

16/07/2019 | 13h35
Prefeitura de Cabo Frio cede área para construção do Centro Albatroz
Na foto: Tatiana Neves, Dr. Eduardo Moreno e Eduardo Pimenta ... Na foto: Tatiana Neves, Dr. Eduardo Moreno e Eduardo Pimenta ...

Nove meses após o evento de assinatura do termo em que a Prefeitura de Cabo Frio (RJ) afirmou a intenção de ceder um terreno para o Centro Albatroz de Visitação e Educação Ambiental Marinha, o projeto de lei nº 179/2019 que confirma a doação do empreendimento foi aprovado pela câmara de vereadores no último dia 9. O termo de doação será assinado pelo prefeito da Cidade, no Terminal Transatlântico de Cabo Frio, com a presença de autoridades do município e também representantes do Instituto Albatroz, às 15h30, de 17 julho, dia em que o Projeto mantido pela instituição comemora 29 anos.

Para a solenidade de assinatura do termo de doação da área estará presente o prefeito de Cabo Frio, Dr. Adriano Moreno, entre outras autoridades do município, além de Tatiana Neves ao lado de parte sua equipe. A área cedida tem mais de 18 mil m² e fica na Avenida Wilson Mendes, ao lado do Parque Ecológico Municipal Dormitório das Garças e da Lagoa de Araruama. No local, será construído um centro com o principal objetivo de disseminar a educação ambiental marinha, onde os visitantes poderão conhecer a biologia e as características dos albatrozes e petréis, grupo de aves mais ameaçadas do planeta.

No espaço, também serão realizadas exposições tecnológicas, atividades socioambientais e culturais para o público local e turístico da região. De acordo com a coordenadora geral e fundadora do Projeto Albatroz Tatiana Neves, o objetivo do Centro Albatroz além de gerar empregos e colaborar para o desenvolvimento sustentável da região é também criar uma área que envolva o público, valorizando a cultura salineira e pesqueira, tão importantes para a Cidade.

Para Tatiana Neves, é emocionante ver o sonho do centro de visitação sair do papel depois de tantos anos. “Construir um centro de visitação e educação ambiental marinha em Cabo Frio, uma das mais belas regiões da costa do Brasil, é um sonho para nós. Poder mostrar a beleza das espécies e ambientes marinhos e fazer as pessoas perceberem a importância da conservação dos oceanos por meio de ferramentas lúdicas como exposições, jogos e muita interatividade, é uma de nossas mais nobres tarefas”.

Aproximar as aves das pessoas é parte fundamental da sensibilização em prol da conservação marinha, ela defende. Essas aves vivem a quilômetros da costa, em alto-mar, e se reproduzem em ilhas subantárticas. Ainda de acordo com ela, Cabo Frio é uma região estratégica para o trabalho do Projeto Albatroz. Recentemente mais de 300 albatrozes-de-nariz-amarelo foram avistados na região da costa do Rio de Janeiro, o que inspira a instituição a trabalhar cada vez mais em prol da sobrevivência dessas aves.

A fim de sinalizar a área que abrigará o centro de visitação, em breve será instalada uma pedra fundamental e um outdoor anunciando a obra, com face para a Avenida Wilson Mendes.

Institucional

Projeto Albatroz no Rio de Janeiro

Desde 2014, o Projeto Albatroz, patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, mantém uma base avançada de pesquisa na Universidade Veiga de Almeida (UVA), no campus de Cabo Frio (RJ). Por meio da parceria com o Grupo de Estudos da Pesca (GEPESCA), coordenado pelo Prof. Eduardo Pimenta, foi possível ampliar os estudos do Projeto para o Porto de Cabo Frio, rota de diversas embarcações de pesca de espinhel com a qual albatrozes e petréis interagem e pela qual são capturados. Também são desenvolvidas ações de educação ambiental com os pescadores e público em geral da região. Além disso, também por conta de parceria com a Prefeitura de Cabo Frio, a exposição de fotos Projeto Albatroz: Conservando a Biodiversidade Marinha sensibiliza milhares de turistas do Terminal Transatlântico para a conservação dos oceanos.

Projeto Albatroz

Reduzir a captura incidental de albatrozes e petréis é a principal missão do Projeto Albatroz, que tem o patrocínio da Petrobras. O Projeto é coordenado pelo Instituto Albatroz - Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que trabalha em parceria com o Poder Público, empresas pesqueiras e pescadores.

A principal linha de ação do Projeto, nascido no ano de 1990, em Santos (SP), é o desenvolvimento de pesquisas para subsidiar Políticas Públicas e a promoção de ações de Educação Ambiental junto aos pescadores, jovens e às escolas. O resultado deste esforço tem se traduzido na formulação de medidas que protegem as aves, na sensibilização da sociedade quanto à importância da existência dos albatrozes e petréis para o equilíbrio do meio ambiente marinho e no apoio dos pescadores ao uso de medidas para reduzir a captura dessas aves no Brasil.

Atualmente, o Projeto mantém bases nas cidades de Santos (SP), Itajaí e Florianópolis (SC), Itaipava (ES), Rio Grande (RS) e Cabo Frio (RJ).

Mais informações: www.projetoalbatroz.org.br



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar