acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Etanol

Preços do açúcar e do etanol fecham em baixa; analistas preveem ciclo de alta neste ano

30/03/2016 | 15h22

Os preços do açúcar voltaram a cair ontem (29) na bolsa de Nova York. A commodity fechou em 15,86 centavos de dólar por libra-peso no vencimento maio/16. Uma retração de oito pontos no comparativo com a véspera. No lote julho/16, a baixa foi de nove pontos e na tela outubro/16, de oito pontos.

Em Londres, os preços ficaram mistos nesta terça-feira. No vencimento maio/16, os negócios foram firmados em US$ 453,20 a tonelada, recuo de 1,20 dólar. No lote agosto/16, a queda foi de 30 cents. Já nas outras telas, houve alta. Ela oscilou de 90 cents a 1,70 dólar.

Uma matéria do jornal Valor Econômico de hoje (30) explicou que pela primeira vez em mais de uma década, açúcar e etanol estarão, ao mesmo tempo, em ciclo de alta de preços no Brasil. "Em 2015/16, as cotações do açúcar ficaram, em média, 4,5% abaixo dos preços médios do etanol. Agora vão superar o biocombustível que, por sua vez, também vai se superar", estimou Willian Hernandes, da consultoria FG Agro.

Ainda de acordo com a reportagem, o que tende a sustentar os preços do açúcar na próxima temporada é o primeiro déficit global da commodity em cinco anos, mesmo diante de projeções de uma oferta maior no Brasil. Do lado do etanol, a aposta é de uma oferta estável no Brasil na temporada 2016/17 - ou até menor frente ao ano passado - para uma demanda de estável a levemente maior, segundo Hernandes.

Mercado doméstico

Ontem, os preços do açúcar caíram 0,18% em relação ao dia anterior em São Paulo. Segundo índices do Cepea/Esalq, da USP, os negócios foram firmados em R$ 76,70 a saca de 50 quilos do tipo cristal.

Etanol diário

Mais uma vez, os preços do etanol hidratado, medidos pela Esalq/BVMF, caíram. Nesta terça-feira, os negócios foram firmados em R$ 1.649,50, baixa de 3,99% no comparativo com os preços praticados na véspera.

Segundo o boletim da H. Commcor, poucos negócios foram realizados ontem, e o preço negociado seguiu em trajetória de queda devido a grande oferta do período.



Fonte: Agência UDOP de Notícias
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar