acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indicadores

PIB do CE se expande 3,95% e ganha participação no do país

06/09/2013 | 12h24

 

Impulsionado pelo desempenho positivo do setor de serviços, associado à retomada da indústria de transformação e ao desempenho de parcela da agropecuária, o Ceará mantém a trajetória de crescimento acima da média nacional. O Produto Interno Bruto (PIB) cearense cresceu 3,95% no 2º trimestre de 2013, em relação a igual período de 2012, enquanto o país teve avanço de 3,3%. Com esse resultado, já é o 13º trimestre consecutivo em que a expansão do PIB cearense supera a média nacional.
Considerando o 1º semestre do ano, o PIB do Ceará ampliou 2,95%, também à frente da variação do PIB brasileiro (2,6%). Na comparação do acumulado nos quatro trimestres face aos quatro trimestres imediatamente anteriores, o PIB cearense se expandiu 3,38%, enquanto o do Brasil avançou só 1,8%.
Os dados são do levantamento do PIB trimestral do Ceará divulgado ontem (5) pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece).
Segundo o presidente do órgão, Flávio Ataliba, os números evidenciam também que não é de hoje que o estado vem crescendo acima da média nacional e que, "em grande parte", esse crescimento está ligado aos investimentos públicos.
"Em termos de trimestre, o último em que tivemos uma taxa inferior à média nacional foi no primeiro trimestre de 2010. De lá para cá, em todos os trimestres a taxa estadual superou a nacional. Essa sequência de trimestres com desempenho sempre maior ao incremento do PIB do país teve impacto direto na participação do PIB cearense na economia nacional", afirma.
"Hoje, considerando o acumulado do 1º semestre de 2013, nossa participação (do Ceará) no PIB do Brasil é 2,16% - o que nos coloca na terceira melhor média em termos de participação no PIB nacional desde 1965 (2,21%), seguido de 1964 (2,19%). Podemos dizer que essa é a maior participação no PIB que o Ceará já teve numa época democrática", diz. Para Ataliba, o cenário de crescimento continuado acima da média nacional resulta da aplicação dos recursos estaduais. "O investimento público tem importância central nesse processo. Se continuarmos nessa tendência, podemos atingir a maior participação histórica do Ceará", projeta.
Continuidade
E o investimento público no Ceará tende a continuar, segundo o secretário adjunto da Seplag, Carlos Eduardo Pires Sobreira. Conforme ele, de 2007 a 2012 o Estado aplicou R$ 18,8 bilhões em investimentos, sendo R$ 6,7 bilhões relativos a receita própria do Estado. Para 2013, a perspectiva é que sejam investidos mais R$ 6,6 bilhões e, em 2014, recursos da ordem de R$ 6 bilhões. "Ou seja, entre 2013 e 2014 os investimentos do setor público no Ceará devem ficar em torno de R$ 12 bilhões".

Impulsionado pelo desempenho positivo do setor de serviços, associado à retomada da indústria de transformação e ao desempenho de parcela da agropecuária, o Ceará mantém a trajetória de crescimento acima da média nacional. O Produto Interno Bruto (PIB) cearense cresceu 3,95% no 2º trimestre de 2013, em relação a igual período de 2012, enquanto o país teve avanço de 3,3%. Com esse resultado, já é o 13º trimestre consecutivo em que a expansão do PIB cearense supera a média nacional.


Considerando o 1º semestre do ano, o PIB do Ceará ampliou 2,95%, também à frente da variação do PIB brasileiro (2,6%). Na comparação do acumulado nos quatro trimestres face aos quatro trimestres imediatamente anteriores, o PIB cearense se expandiu 3,38%, enquanto o do Brasil avançou só 1,8%.


Os dados são do levantamento do PIB trimestral do Ceará divulgado ontem (5) pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece).


Segundo o presidente do órgão, Flávio Ataliba, os números evidenciam também que não é de hoje que o estado vem crescendo acima da média nacional e que, "em grande parte", esse crescimento está ligado aos investimentos públicos.


"Em termos de trimestre, o último em que tivemos uma taxa inferior à média nacional foi no primeiro trimestre de 2010. De lá para cá, em todos os trimestres a taxa estadual superou a nacional. Essa sequência de trimestres com desempenho sempre maior ao incremento do PIB do país teve impacto direto na participação do PIB cearense na economia nacional", afirma.


"Hoje, considerando o acumulado do 1º semestre de 2013, nossa participação (do Ceará) no PIB do Brasil é 2,16% - o que nos coloca na terceira melhor média em termos de participação no PIB nacional desde 1965 (2,21%), seguido de 1964 (2,19%). Podemos dizer que essa é a maior participação no PIB que o Ceará já teve numa época democrática", diz. Para Ataliba, o cenário de crescimento continuado acima da média nacional resulta da aplicação dos recursos estaduais. "O investimento público tem importância central nesse processo. Se continuarmos nessa tendência, podemos atingir a maior participação histórica do Ceará", projeta.



Continuidade


E o investimento público no Ceará tende a continuar, segundo o secretário adjunto da Seplag, Carlos Eduardo Pires Sobreira. Conforme ele, de 2007 a 2012 o Estado aplicou R$ 18,8 bilhões em investimentos, sendo R$ 6,7 bilhões relativos a receita própria do Estado. Para 2013, a perspectiva é que sejam investidos mais R$ 6,6 bilhões e, em 2014, recursos da ordem de R$ 6 bilhões. "Ou seja, entre 2013 e 2014 os investimentos do setor público no Ceará devem ficar em torno de R$ 12 bilhões".

 



Fonte: Diário do Nordeste
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar