acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petrobras

Petrona, da Malásia, fecha com a Petrobras a compra de 50% do campo de Tartaruga Verde e do Módulo III de Espadarte

26/04/2019 | 08h51
Petrona, da Malásia, fecha com a Petrobras a compra de 50% do campo de Tartaruga Verde e do Módulo III de Espadarte
Divulgação Divulgação

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (25/04) que fechou acordo de 1.295,5 bilhão de dólares com a Petronas, da Malásia, para a venda de 50% dos direitos de exploração e produção do campo de Tartaruga Verde (concessão BM-C-36) e do Módulo III do campo de Espadarte. O valor vai ser pago em duas parcelas: US$ 258,7 milhões pagos na data de hoje (25/04); e US$ 1.034,8 milhões na data de fechamento da operação, sem considerar os ajustes devidos

A Petrobras manterá 50% de participação e a operação dos campos. O campo de Tartaruga Verde iniciou sua operação em 22/06/2018 e produz atualmente cerca de 103 mil bpd de óleo e 1,2 milhão de m³/dia de gás. O Módulo III é uma área do campo de Espadarte a ser desenvolvida de forma integrada com o campo de Tartaruga Verde, com previsão do primeiro óleo em 2021.

A Petronas é uma companhia integrada de petróleo e gás natural do governo da Malásia, detendo 100% das reservas de petróleo e gás daquele país, com presença em mais de 80 países, operando nos segmentos de E&P, Downstream, Gás e Novas Energias, bem como no Desenvolvimento de Projetos e Tecnologia.

Institucional

Além do acordo com a Petronas

Além da Petronas, mais dois contratos de compra e venda para alienação de ativos rendeu um total de US$ 10,3 bilhões (cerca de R$ 40 bilhões) assinados ontem (25/04) pela Petrobras. Em 2019, considerando as transações de desinvestimentos assinadas e a operação concluída, o valor total de alienação de ativos é de US$ 11,3 bilhões. 

Alienação de 90% de sua participação na Transportadora Associada de Gás S.A. (“TAG”) no valor aproximado de US$ 8,6 bilhões para o grupo formado pela ENGIE e pelo fundo canadense Caisse de Dépôt et Placement du Québec (CDPQ);

Cessão de participação em 34 campos terrestres no Rio Grande do Norte para a empresa Potiguar E&P S.A., subsidiária da Petrorecôncavo S.A. no valor de US$ 384,2 milhões a serem pagos em três parcelas: i) US$ 28,8 milhões pagos na data de hoje; ii) US$ 293,9 milhões na data de fechamento, sem considerar os ajustes devidos; e iii) US$ 61,5 milhões como earn-out vinculado à aprovação, pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), da extensão do prazo contratual de 10 das 34 concessões objeto da transação.

“Hoje é um dia importante para Petrobras com a assinatura de três transações relevantes. A contínua gestão de portfólio contribui para melhorar a alocação do capital, aumentando consequentemente a geração de valor para os nossos acionistas, além de viabilizar a redução do endividamento e do custo de capital da companhia”, comentou o presidente Roberto Castello Branco.



Fonte: Redação/Assessoria ANP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar