Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Preços

Petróleo fecha em alta após tombo de ontem, mas relatório do DoE reduz ganhos

07/04/2021 | 12h52

Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta nesta terça-feira, 6, em recuperação após forte recuo na sessão anterior. Os ganhos, porém, foram contidos nas últimas horas da sessão, após o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) dos Estados Unidos apontar para "incertezas" nos próximos meses para o mercado de energia, em meio à evolução da resposta à pandemia de covid-19.

O barril do petróleo WTI para maio avançou 1,16% ( US$ 0,68), aos US$ 59,33, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o do Brent para junho teve alta de 0,95% ( US$ 0,59), a US$ 62,74, na Intercontinental Exchange (ICE).

O ritmo de recuperação do petróleo, observado desde as primeiras horas de sessão nesta terça-feira, foi reforçado pela melhora das expectativas de crescimento da economia global em 2021. Enquanto o Fundo Monetário Internacional (FMI) elevou suas projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) global deste ano, o mercado de trabalho americano segue demonstrando forte recuperação. No fim da manhã de hoje, o contrato futuro do petróleo em Nova York chegou a avançar mais de 3% após a divulgação do relatório de empregos Jolts nos EUA. Indicadores da China também apoiaram a percepção positiva.

O otimismo de investidores, porém, foi contido após o Administração de Informação de Energia (EIA, na sigla em inglês), agência que produz os levantamentos do DoE americano, divulgar o seu relatório de perspectiva a curto prazo para o mercado. Apesar de elevar sua projeção para o preço médio do barril do WTI, o órgão afirmou que a situação do mercado ainda é incerta, uma vez que a pandemia de coronavírus segue impactando a demanda global por petróleo.

Em relatório enviado a clientes, o Commerzbank também aponta para um cenário volátil no mercado da commodity energética nos próximos meses. Uma possível oferta excedente dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep ), após a decisão de quinta-feira do cartel, justificaria o movimento, explica o banco alemão.

Também esteve no radar de investidores o começo das negociações entre EUA e Irã pela retomada do acordo nuclear que envolve os dois países, que terminou sem sinais claros de avanços entre Washington e Teerã. Agora, investidores aguardam as estimativas do American Petroleum Institute (API) para os estoques de petróleo nos EUA na semana passada, que devem ser divulgadas às 17h30 (de Brasília) desta terça.

 



Fonte: Investing.com, 07/04/2021
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar