acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Preços

Petróleo fecha em alta após comentários da Opep e de Powell

14/11/2019 | 09h24
Petróleo fecha em alta após comentários da Opep e de Powell
Jerome Powell, FED Jerome Powell, FED

Os preços do petróleo fecharam em alta pela primeira vez nesta semana. Depois de operar em queda durante toda a manhã desta quarta-feira (13), ante a incerteza nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China, a commodity passou a subir depois de declarações da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) sobre a produção de xisto americana e do presidente do Federal Reserve (Fed, o BC americano), Jerome Powell (foto), sobre a economia americana.

Os preços dos contratos para janeiro do Brent, a referência global, fecharam em alta de 0,49%, a US$ 62,37 o barril, na ICE, em Londres, enquanto os contratos do WTI para dezembro encerraram o dia em alta de 0,56%, a US$ 57,12 o barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex).

Mais cedo, o secretário-geral da Opep, Mohammed Barkindo, disse que o crescimento do xisto nos EUA parece estar desacelerando, o que favorece a expectativa de que a oferta seja diminuída em encontro às projeções de queda na demanda pela commodity.

A recuperação nos preços, segundo a CNBC, também foi ajudada por comentários de Powell, que disse que a economia dos EUA verá uma "expansão sustentada" com o impacto dos recentes cortes nas taxas de juros que ainda serão sentidos na economia.

"As preocupações da guerra comercial estão sendo compensadas por comentários positivos sobre a economia global, tanto pelo presidente do Fed como pelo secretário geral da OPEP", disse Tyler Richey, co-editor do Sevens Report Research.

Depois que os preços já estavam em alta, a Agência de Informação de Energia dos EUA divulgou, em seu relatório de perspectivas de curto prazo, que prevê uma produção de petróleo bruto de 12,29 milhões de barris por dia em 2019, um aumento de 0,2% em relação à previsão de outubro. Também elevou sua previsão de produção para 2020 nos EUA em 0,9%, para 13,29 milhões de barris por dia. Os dados, no entanto, afetaram pouco os preços.



Fonte: Redação/Boletim SCA
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar