acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercado

Petróleo despenca e tem maior queda diária desde 2011

28/11/2014 | 12h43

O petróleo tipo Brent chegou a despencar US$ 6,50 o barril nesta quinta-feira (27), na maior queda diária desde 2011, após a Opep decidir não cortar a produção, apesar do enorme excesso de oferta nos mercados mundiais.O primeiro contrato do Brent fechou a US$ 72,58 o barril, com queda de US$ 5,17, após atingir mínima de quatro anos de US$ 71,25 mais cedo. O vencimento está a caminho de registrar a maior queda mensal desde 2008. O petróleo nos EUA teve queda de US$ 4,64, a US$ 69,05, após atingir US$ 67,75, o nível mais baixo desde maio de 2010.O ministro do Petróleo da Arábia Saudita confirmou que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não cortará sua produção. "Isso está correto", afirmou Ali al-Naimi a jornalistas, questionado sobre se a Opep havia decidido não cotar a produção, após uma reunião do grupo que durou cinco horas.Os preços do petróleo caíram mais de um terço desde junho, com o aumento da produção na América do Norte a partir de óleo de xisto superando a demanda em um momento de lento crescimento econômico global.Alguns ministros da Opep vinham discutindo a possibilidade de se chegar a um corte na produção na reunião em Viena. 



Fonte: G1
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar