acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Desinvestimento Petrobras

Petrobras vende 7 campos no RN para 3R Petroleum por US$191 mi; inicia vendas em Campos

10/08/2019 | 11h45

A Petrobras assinou contrato nesta sexta-feira (9/8) com a SPE 3R Petroleum para a venda por 191,1 milhões de dólares de toda a sua participação em um conjunto de 7 campos de produção terrestres e marítimos, o Polo Macau, na Bacia Potiguar, no Rio Grande do Norte, informou a estatal.

O Polo Macau engloba os campos de Aratum, Macau, Serra, Salina Cristal, Lagoa Aroeira, Porto Carão e Sanhaçu, que juntos produzem cerca de 5,8 mil barris de óleo equivalente por dia.

A Petrobras detém 100% de participação em todas as concessões, com exceção da concessão de Sanhaçu, onde é operadora com 50% de participação, enquanto os 50% restantes são da Petrogal, controlada pela Galp.

A venda será paga em duas parcelas, sendo 48 milhões de dólares com a assinatura do contrato e 143,1 milhões de dólares no fechamento da transação, sujeita a condicionantes, incluindo aprovação pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A Petrobras disse que a 3R Petroleum é empresa brasileira que atua no redesenvolvimento de campos maduros terrestres, e conta com o suporte financeiro de fundos da Starboard, gestora de investimentos alternativos.

O negócio está em linha com amplo plano de desinvestimentos da estatal, que busca focar suas atividades em exploração e produção de petróleo e gás em águas profundas.

Novas vendas

A empresa iniciou o processo de venda de suas participações em 11 campos de produção em águas rasas na Bacia de Campos, denominados Polo Garoupa, incluindo as instalações de produção e de escoamento até Barra do Furado.

O Polo Garoupa engloba as concessões de Anequim, Bagre, Cherne, Congro, Corvina, Malhado, Namorado, Parati, Garoupa, Garoupinha e Viola. A Petrobras detém 100% de participação nesses campos, cuja produção média nos últimos 12 meses foi de cerca de 19,6 mil boe/dia.

Institucional



Fonte: Reuters, 10/08/2019
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar