Gás Natural

Petrobras irá investir US$ 78 milhões na Unidade de Tratamento de Gás de Cabiúnas (UTGCAB)

Responsável por 21% da demanda de gás no país, Cabiúnas completa 40 anos e passa por processo de revitalização

Redação TN Petróleo, Agência Petrobras
10/05/2022 18:46
Petrobras irá investir US$ 78 milhões na Unidade de Tratamento de Gás de Cabiúnas (UTGCAB) Imagem: Agência Petrobras Visualizações: 398

A Petrobras destinou US$ 78 milhões em seu Plano Estratégico 2022-2026 para a Unidade de Tratamento de Gás de Cabiúnas (UTGCAB), que completa 40 anos neste mês de maio. Responsável por processar a maior parte do gás natural produzido no pré-sal, o ativo receberá o investimento dentro do Programa de Revitalização de Cabiúnas.
 
De acordo com o gerente da UTGCAB, Alisson Cardoso, o Programa visa o incremento da estrutura física, modernização de unidades industriais, melhoria em processos operacionais e atendimento a novos requisitos legais e normativos. As ações também são realizadas para assegurar indicadores que estão ligados à capacidade de fornecimento de gás e ao suporte à produção de óleo e gás das plataformas, a fim de que estas continuem produzindo, especialmente as que operam no pré-sal.

A UTGCAB processa a maior parte do gás natural produzido no pré-sal e, em 2021, foi a que mais gerou esse produto, entregando ao mercado 18 milhões de m³/dia, o que representou 21% da demanda nacional. Plataformas do pós e do pré-sal que enviaram gás para Cabiúnas foram responsáveis por 41% da produção de petróleo no país. Um outro produto gerado pela unidade, o GLP (gás liquefeito de petróleo, o gás de cozinha), teve destaque também no último ano: 914 toneladas por dia, o que corresponde a 70 mil botijões de 13 kg. Sozinha, a unidade — localizada em Macaé, no estado do Rio de Janeiro — representa 12% da produção nacional.
 
Para Alisson, a história de Cabiúnas se confunde com a própria história da indústria de óleo e gás no país. Durante esses 40 anos, a unidade esteve presente em vários dos principais ciclos de crescimento desse segmento, possibilitando a concretização de muitos projetos ligados à produção das Bacias de Campos e de Santos.
 
“Nesse contexto, o Programa de Revitalização de Cabiúnas é uma de nossas principais ações, pois permitirá maior qualidade e confiabilidade em nossas atividades, o incremento da segurança de nossos processos, a garantia do respeito ao meio ambiente e a vida de nossos empregados e colaboradores, bem como custos de processamento competitivos quando comparados a unidades desse segmento de classe mundial”, completa.

Mais Lidas De Hoje
Veja Também
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.