acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Biocombustíveis

Petrobras investe em mecanização para plantio de mamona

16/12/2013 | 15h53
Petrobras investe em mecanização para plantio de mamona
Agência Petrobras Agência Petrobras

 

A Petrobras Biocombustível e o Governo do Estado do Ceará assinaram, nesta segunda-feira (16), em Fortaleza (CE), convênio para incrementar a assistência técnica oferecida a seis mil agricultores familiares, produtores de mamona no semiárido cearense. O acordo inclui, pela primeira vez, a disponibilização de preparo mecanizado de solo para uma área de 4.320 hectares, atividade que agregará ao trabalho já realizado pela companhia com os pequenos produtores. O objetivo é aumentar a produção e a produtividade da mamona.
Para o presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, a parceria qualifica a atuação no semiárido, com a introdução de novas técnicas e apoio de maquinários aos agricultores familiares. “Como produtora de biodiesel no estado, contribuímos para ampliar a participação da agricultura familiar na cadeia do biodiesel, respondendo, assim, às exigências do Selo Combustível Social”.
Outra novidade do convênio será o fornecimento de adubo para os agricultores. No novo modelo, o técnico agrícola avalia a área de plantio do agricultor e, caso apresente indicação para o preparo de solo, são realizadas operações, como aração e gradagem, o que modifica a biologia e a dinâmica dos nutrientes no solo, favorecendo o aumento da produtividade. O trabalho seguirá o calendário agrícola e atingirá 14 municípios cearenses: Boa Viagem, Canindé, Catunda, Independência, Itatira, Madalena, Mombaça, Monsenhor Tabosa, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim, Santa Quitéria, Tamboril e Tauá.
O preparo mecanizado de solo e a adubação integram o Programa Cultivar, da Petrobras Biocombustível, que tem como objetivo inserir os agricultores familiares na rede de fornecedores da cadeia de produção de biodiesel. A parceria contribui para manutenção do Selo Combustível Social, o que garante acesso ao mercado de biodiesel e reafirma o compromisso da companhia com o desenvolvimento regional e a inclusão social. O trabalho inclui o acompanhamento de todo o processo de produção, fornecimento de sementes, além de assistência técnica e extensão rural até a compra do grão.

A Petrobras Biocombustível e o Governo do Estado do Ceará assinaram, nesta segunda-feira (16), em Fortaleza (CE), convênio para incrementar a assistência técnica oferecida a seis mil agricultores familiares, produtores de mamona no semiárido cearense. O acordo inclui, pela primeira vez, a disponibilização de preparo mecanizado de solo para uma área de 4.320 hectares, atividade que agregará ao trabalho já realizado pela companhia com os pequenos produtores. O objetivo é aumentar a produção e a produtividade da mamona.

Para o presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, a parceria qualifica a atuação no semiárido, com a introdução de novas técnicas e apoio de maquinários aos agricultores familiares. “Como produtora de biodiesel no estado, contribuímos para ampliar a participação da agricultura familiar na cadeia do biodiesel, respondendo, assim, às exigências do Selo Combustível Social”.

Outra novidade do convênio será o fornecimento de adubo para os agricultores. No novo modelo, o técnico agrícola avalia a área de plantio do agricultor e, caso apresente indicação para o preparo de solo, são realizadas operações, como aração e gradagem, o que modifica a biologia e a dinâmica dos nutrientes no solo, favorecendo o aumento da produtividade. O trabalho seguirá o calendário agrícola e atingirá 14 municípios cearenses: Boa Viagem, Canindé, Catunda, Independência, Itatira, Madalena, Mombaça, Monsenhor Tabosa, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim, Santa Quitéria, Tamboril e Tauá.

O preparo mecanizado de solo e a adubação integram o Programa Cultivar, da Petrobras Biocombustível, que tem como objetivo inserir os agricultores familiares na rede de fornecedores da cadeia de produção de biodiesel. A parceria contribui para manutenção do Selo Combustível Social, o que garante acesso ao mercado de biodiesel e reafirma o compromisso da companhia com o desenvolvimento regional e a inclusão social. O trabalho inclui o acompanhamento de todo o processo de produção, fornecimento de sementes, além de assistência técnica e extensão rural até a compra do grão.

*Na foto: o secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará, José Nelson Martins de Sousa, e o presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto.



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar