acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Ranking

Petrobras é a quinta maior empresa do mundo

19/10/2009 | 09h35
A Petrobras superou a China Mobile Ltd. e o China Construction Bank Corp. semana passada, tornando-se a quinta maior empresa do mundo por valor de mercado. A capitalização de mercado da Petrobras subiu para R$ 353,9 bilhões (US$ 208 bilhões). Em comparação, a capitalização de mercado da China Mobile, a maior empresa de telefonia do mundo, atingiu US$ 203,8 bilhões, e a do China Construction Bank, o segundo maior banco chinês, somou US$ 203,1 bilhões, segundo dados compilados pela Bloomberg.


As ações da Petrobras dispararam 60% este ano, o maior avanço entre as 10 maiores companhias do mundo. O preço do petróleo saltou 73% no período, e o presidente da empresa, José Sergio Gabrielli, informou no mês passado que as reservas comprovadas de petróleo deverão mais do que dobrar dentro de dois ou três anos, para até 35 bilhões de barris.


A Petrobras tem planos de investir cerca de US$ 170 bilhões nos próximos cinco anos, para aumentar a produção de petróleo bruto em 53%. A empresa está gastando bilhões para explorar os depósitos em águas profundas, o pré-sal, entre eles o campo de Tupi, a maior descoberta de petróleo nas Américas desde o de Cantarell, no México, em 1976. A empresa já comunicou projeções de até 16 bilhões de barris de petróleo e gás no pré-sal, em apenas quatro descobertas avaliadas. Outros sete projetos ainda estão em avaliação, com possibilidade de ampliar as reservas.


A alta no real, que está próximo do patamar mais alto de 13 meses, está ajudando a aumentar o valor em dólar da Petrobras, uma vez que os investidores estrangeiros estão despejando dinheiro no Brasil, a maior economia da América Latina. Segundo a analista de petróleo da corretora Ativa, Mônica Araújo, "a Petrobras vem apresentando bom desempenho em bolsa por conta da possibilidade de apropriação de reservas, mas o câmbio ajuda".



papéis. De todo modo, a valorização das ações durante o ano tem sido intensa: os papéis preferenciais da Petrobras subiram 60% em 2009, o maior ganho entre as 10 maiores empresas mundiais. "Há um efeito Brasil, um efeito óleo e, acima de tudo, há o maravilhoso potencial das descobertas em águas profundas (pré-sal). É uma combinação poderosa", disse Bill Rudman, gestor da londrina Blackfriar Asset Management.


Apenas este ano, a estatal brasileira já ultrapassou empresas de porte em diversos setores, como Berkshire Hathaway, Procter & Gamble, International Business Machines Corp., Johnson & Johnson, BP, General Electric, Royal Dutch Shell, JPMorgan Chase & Co., BHP Billiton, Wal-Mart e HSBC.


À sua frente, além da Exxon, com US$ 350,5 bilhões em valor de mercado, estão as chinesas Petrochina e Industrial & Commercial Bank of China, e a americana Microsoft. Para Mônica, a tendência é que o bom desempenho da Petrobras se mantenha no médio prazo. "Temos agora um período de volatilidade por conta das mudanças no marco regulatório, mas, considerando os aspectos operacionais, a tendência é positiva", avalia.


Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar