acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercado

Petrobras é a primeira da América Latina

15/10/2014 | 09h41

 

A Petrobras atingiu US$ 116,3 bilhões (R$ 278 bi) em valor de mercado ontem. Com isso, retornou ao patamar de maior empresa da América Latina, seguida da produtora de bebidas Ambev e da operadora mexicana América Móvil. No ranking da consultoria Economática, há seis companhias brasileiras, três mexicanas e uma colombiana.
A estatal também foi a que registrou o maior crescimento em valor de mercado em outubro, entre as 2.500 avaliadas pela consultoria. Em 30 de setembro, a companhia contabilizava US$93,7 bilhões (R$ 224,7 bilhões). Já em 13 de outubro subiu para R$ 116,3 bilhões (R$ 278,9 bilhões), um aumento de US$ 22,6 bilhões (R$ 51,2 bilhões).
No mesmo período, o mercado norte-americano teve uma queda no valor de mercado de US$ 1,16 trilhão (R$2,7 trilhões). O resultado é superior ao de todas as empresas brasileiras registradas na bolsa. No dia 30 de setembro, as firmas dos Estados Unidos valiam US$ 22,13 trilhões (R$ 53,08 tri) contra US$ 20,96 trilhões (R$ 50,27 tri) em 13 de outubro.
BOVESPAEMALTA
A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em alta ontem. O Ibovespa, principal indicador do pregão, subiu 0,1%, aos 58.015 pontos. O mercado se mantém ainda mais instável nas últimas semanas em razão do período eleitoral. Mesmo com a forte valorização, as ações da Petrobras, que tiveram expressiva alta na véspera, fecharam com queda de 2%.
Os papéis do Banco do Brasil, que também registram intensa valorização na segunda, recuaram aproximadamente 0,8%. Já a Vale estava entre as principais altas do dia, subindo mais de 2% após nova elevação dos preços do minério de ferro na China.
No acumulado desde segunda, a Bovespa registra alta de 4,89% e no mês, de 7,21%. No ano, há valorização de 12,64%.
Outro fator que impulsionou a alta do pregão brasileira foi o desempenho das bolsas norte-americanas. Ontem, o índice Standard & Poor’s 500 teve alto de 0,16%, aos 1.877 pontos. O termômetro de tecnologia do mercado americano, Nasdaq, subiu 0,32%, para 4.227 pontos.

A Petrobras atingiu US$ 116,3 bilhões (R$ 278 bi) em valor de mercado ontem.

Com isso, retornou ao patamar de maior empresa da América Latina, seguida da produtora de bebidas Ambev e da operadora mexicana América Móvil. No ranking da consultoria Economática, há seis companhias brasileiras, três mexicanas e uma colombiana.

A estatal também foi a que registrou o maior crescimento em valor de mercado em outubro, entre as 2.500 avaliadas pela consultoria.

Em 30 de setembro, a companhia contabilizava US$93,7 bilhões (R$ 224,7 bilhões). Já em 13 de outubro subiu para R$ 116,3 bilhões (R$ 278,9 bilhões), um aumento de US$ 22,6 bilhões (R$ 51,2 bilhões).

No mesmo período, o mercado norte-americano teve uma queda no valor de mercado de US$ 1,16 trilhão (R$2,7 trilhões).

O resultado é superior ao de todas as empresas brasileiras registradas na bolsa. No dia 30 de setembro, as firmas dos Estados Unidos valiam US$ 22,13 trilhões (R$ 53,08 tri) contra US$ 20,96 trilhões (R$ 50,27 tri) em 13 de outubro.

Bovespa em alta

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em alta ontem. O Ibovespa, principal indicador do pregão, subiu 0,1%, aos 58.015 pontos.

O mercado se mantém ainda mais instável nas últimas semanas em razão do período eleitoral.

Mesmo com a forte valorização, as ações da Petrobras, que tiveram expressiva alta na véspera, fecharam com queda de 2%.

Os papéis do Banco do Brasil, que também registram intensa valorização na segunda, recuaram aproximadamente 0,8%.

Já a Vale estava entre as principais altas do dia, subindo mais de 2% após nova elevação dos preços do minério de ferro na China.

No acumulado desde segunda, a Bovespa registra alta de 4,89% e no mês, de 7,21%. No ano, há valorização de 12,64%.

Outro fator que impulsionou a alta do pregão brasileira foi o desempenho das bolsas norte-americanas. Ontem, o índice Standard & Poor’s 500 teve alto de 0,16%, aos 1.877 pontos.

O termômetro de tecnologia do mercado americano, Nasdaq, subiu 0,32%, para 4.227 pontos.

 



Fonte: O Dia
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar