acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Bacia de Campos

Petrobras anuncia eficiência operacional crescente

25/02/2014 | 17h04

 

Os sucessivos recordes alcançados na produção do pré-sal não tiraram a atenção da Petrobras da produção de outras províncias do pós-sal, seja no mar ou em terra. Nos últimos 5 anos, os investimentos na Bacia de Campos totalizaram R$ 76,4 bilhões.
Desde o Plano de Negócios e Gestão 2012-2016, a empresa vem conduzindo o Programa de Aumento da Eficiência Operacional (Proef) para as duas unidades operacionais que atuam na Bacia de Campos, responsável por cerca de 75% da produção total da Petrobras no Brasil.
O bem-sucedido trabalho de recuperação da eficiência teve como resultado um aumento de 63 mil barris de petróleo por dia em 2013, quando comparado com a produção que teríamos caso não tivéssemos tido tais ações de melhoria de eficiência operacional. A eficiência da Unidade Operacional da Bacia de Campos (UO-BC) alcançou 75% em 2013 contra os 66% verificados no início do Programa em abr/12.
Já a Unidade Operacional do Rio de Janeiro (UO-RIO) alcançou, em dezembro de 2013, o valor expressivo de 92% de eficiência contra 82% verificados em set/12.

Os sucessivos recordes alcançados na produção do pré-sal não tiraram a atenção da Petrobras da produção de outras províncias do pós-sal, seja no mar ou em terra. Nos últimos 5 anos, os investimentos na Bacia de Campos totalizaram R$ 76,4 bilhões.

Desde o Plano de Negócios e Gestão 2012-2016, a empresa vem conduzindo o Programa de Aumento da Eficiência Operacional (Proef) para as duas unidades operacionais que atuam na Bacia de Campos, responsável por cerca de 75% da produção total da Petrobras no Brasil.

O bem-sucedido trabalho de recuperação da eficiência teve como resultado um aumento de 63 mil barris de petróleo por dia em 2013, quando comparado com a produção que teríamos caso não tivéssemos tido tais ações de melhoria de eficiência operacional. A eficiência da Unidade Operacional da Bacia de Campos (UO-BC) alcançou 75% em 2013 contra os 66% verificados no início do Programa em abr/12.

Já a Unidade Operacional do Rio de Janeiro (UO-RIO) alcançou, em dezembro de 2013, o valor expressivo de 92% de eficiência contra 82% verificados em set/12.

 



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar