acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Produtos e Serviços

Os usos sustentáveis do silicone

06/05/2016 | 11h10

Importante na promoção do desenvolvimento sustentável, o silicone melhora o desempenho e durabilidade de um grande número de produtos comerciais e industriais. Resistente a temperaturas extremas ou a umidade, o produto é usado para controlar a formação de espuma em estações de tratamento de água e também como isolantes em circuitos elétricos, evitando fuga de energia e na área de energias renováveis. É fundamental na construção das placas fotovoltaicas, utilizadas para captar a luz do sol e convertê-la para energia elétrica.

O silicone é um bom isolante elétrico, repele a água e é resistente a intempéries, características que tornam o material ideal para ser usado nas placas fotovoltaicas. Por isso é muito empregado na fabricação de equipamentos de geração, transmissão e distribuição de energia, principalmente das renováveis.

O material é fundamental na construção das placas fotovoltaicas, utilizadas para captar a luz do sol e convertê-la para energia elétrica. Funciona como selante de vedação para proteção de todos os circuitos elétricos. Na energia eólica, o silicone é usado nas turbinas geradoras em forma de adesivo, unindo as hélices ao suporte. Também funciona como vedante, melhorando a eficiência, durabilidade e desempenho de dispositivos de geração de energia em geral. Além disso, é empregado para lubrificação de alta performance.

Em circuitos elétricos, funciona como um isolante - não permite que a energia 'escape' no momento da condução da eletricidade por cabos. "É um composto inerte e estável, não alterando suas características em contato com umidade, temperaturas muito altas ou baixas e radiação ultravioleta", explica o coordenador da Comissão Setorial de Silicones da Abiquim, Irineu Bottoni.

Utilizado como antiespumante em processos industriais, o silicone reduz o consumo de água e a geração de resíduos. Presente na composição do sabão em pó e do xampu, o silicone controla o volume de espuma, o que evita o excesso de enxague e, portanto, reduzindo o consumo de água e energia.

O produto também é empregado em grandes indústrias para o tratamento da água de reuso, contribuindo para soluções sustentáveis que se traduz em benefício econômico às companhias. "Ao destruírem as bolhas decorrentes de algumas reações químicas, é possível liberar mais espaço nas instalações industriais para o fluído que está em produção", explica Irineu. Isso possibilita às indústrias produzir mais com custo menor, além de diminuir significativamente o impacto ao meio ambiente.

Além disso, o silicone é adicionado aos efluentes para regular ou evitar a formação de espuma nas várias fases de clarificação das estações de tratamento de esgotos. Controlar a espuma é importante para que se tenha água limpa e eficiência do processo de tratamento.



Fonte: Assessoria/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar