acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mineração

Obras da oitava usina da Vale avançam no Complexo de Tubarão

23/09/2010 | 10h05
Com previsão de estar concluída no final de 2012, a oitava usina de pelotização da Vale, cuja construção teve início em 2008, está com as obras dentro do ritmo previsto, conforme garantiu ontem a direção da empresa. A usina VIII terá capacidade para produzir 7 milhões de toneladas por ano de pelotas de minério. A companhia está investindo US$ 832,6 milhões no empreendimento, que deve gerar 4 mil postos de trabalho durante as obras e 350 na operação da planta industrial.
 

Nesta fase, cerca de 300 empregados indiretos estão mobilizados nas obras de montagem das estruturas metálicas da oitava pelotizadora, dos quais 80% são trabalhadores locais. A estimativa da empresa é de que até dezembro deste ano haja aproximadamente 850 trabalhadores contratados atuando nessa fase do processo de implantação.
 

Nos próximos meses, a empresa pretende fazer a cotação no mercado para as fases 2 e 3, que compreendem a montagem das áreas de moagem de minério e dos pátios de estocagem de pelotas e de insumos. A previsão é de que essa etapa da obra tenha início em maio do próximo ano.
 

A expectativa da companhia é de que, juntas, todas as fases de montagem da Usina VIII tenham pico de 4 mil empregados, com redução gradativa nos últimos meses da construção, planejada para o segundo semestre de 2012.
 

O projeto está dividido em quatro disciplinas: engenharia - que já está com 78% concluída; aquisição de equipamentos e materiais com 66% concluída; obras civis já com 80% concluída e montagem eletromecânica, cuja mobilização teve início em julho deste ano e, portanto, está na fase inicial do processo.
 

Com a entrada em operação da Usina VIII, o Complexo de Tubarão passará a oito plantas de pelotização e atingirá uma capacidade instalada de produção de 36,5 milhões de toneladas de pelotas por ano.


Fonte: A Gazeta - ES
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar