acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Cana de açúcar

Moagem de cana na região Centro-sul totaliza 41,97 milhões de toneladas

25/09/2012 | 11h14

 

O volume de cana-de-açúcar processado pelas unidades produtoras da região Centro-Sul do Brasil totalizou 41,97 milhões de toneladas nos primeiros 15 dias de setembro - alta de 12,79% comparativamente à mesma quinzena de 2011 (37,21 milhões de toneladas), mas queda de 9,68% em relação à última metade de agosto de 2012 (46,47 milhões de toneladas).
Segundo o presidente interino da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA), Antonio de Padua Rodrigues, “apesar da pouca chuva registrada no início de setembro, a menor moagem se deve à paralisação para manutenção realizada pelas usinas neste período”.
No acumulado desde o início da safra 2012/2013 até 15 de setembro, a quantidade de cana-de-açúcar moída alcançou 349,53 milhões de toneladas, contra 376,71 milhões de toneladas verificadas em igual período do ano anterior. “Portanto, ainda observamos uma defasagem de 27,19 milhões de toneladas de cana processada no comparativo entre as safras 2012/2013 e 2011/2012, sendo que esta defasagem segue concentrada no Estado de São Paulo. Em contrapartida, em Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a moagem acumulada da atual safra até 15 de setembro já ultrapassou em aproximadamente 5% comparado ao mesmo período de 2011”, destacou o executivo.
Produção de açúcar e de etanol
Na primeira quinzena de setembro, 51,67% da cana-de-açúcar processada destinaram-se à produção de açúcar, percentual ligeiramente superior aos 51,30% observados na mesma quinzena de 2011. Mas, no acumulado desde o início desta safra, esta proporção permanece abaixo de 50%, totalizando 49,50%.
A fabricação de açúcar somou 3,14 milhões de toneladas nos primeiros 15 dias de setembro, ante 2,76 milhões de toneladas registradas nesta mesma data do ano passado. Já o volume produzido de etanol alcançou 1,80 bilhão de litros - dos quais 810,93 milhões de litros de etanol anidro e 990,43 milhões de litros de etanol hidratado - alcançando um crescimento de 11,63% comparativamente a igual quinzena de 2011.
No acumulado desde o início da atual safra até 15 de setembro, a quantidade fabricada de açúcar atingiu 21,79 milhões de toneladas, contra 23,21 milhões de toneladas apuradas em igual período de 2011. Em relação à produção acumulada de etanol, esta somou 13,69 bilhões de litros, sendo 5,36 bilhões de litros de etanol anidro e 8,33 bilhões de litros de etanol hidratado.
Vendas de etanol
As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul somaram 971,27 milhões de litros na primeira metade de setembro, alta de 10,40% relativamente à mesma quinzena de 2011. Deste total, 196,35 milhões de litros destinaram-se às exportações e 774,92 milhões de litros ao mercado doméstico.
No mercado doméstico, o volume comercializado de etanol hidratado alcançou 482,43 milhões de litros nos primeiros 15 dias de setembro. Deste volume, 434,59 milhões de litros referem-se às vendas de etanol combustível, próximo aos 474,88 milhões de litros apurados na mesma data da safra 2011/2012.
Rodrigues destaca que estes valores representam uma leve recuperação das vendas internas de etanol hidratado carburante. “Nas últimas três quinzenas desta safra, o volume de etanol hidratado carburante vendido ficou, em média, 15% abaixo do registrado em 2011. Nesta primeira quinzena de setembro, esta diferença caiu para 8,48”, explicou o executivo.
Em relação às vendas de etanol anidro no mercado doméstico, estas totalizaram 292,49 milhões de litros no início de setembro. Deste total, 280,94 milhões de litros corresponde ao etanol anidro combustível, volume 10,64% inferior aquele verificado na mesma quinzena da safra 2011/2012, quando, porém, o percentual de adição obrigatória do produto à gasolina era de 25% (ante 20% atualmente vigente).
No acumulado de abril até 15 de setembro, as vendas de etanol somam 9,68 bilhões de litros, dos quais 4,12 bilhões de litros referem-se ao etanol anidro e 5,56 bilhões de litros ao etanol hidratado. Ainda, deste montante total, 8,16 bilhões de litros direcionaram-se ao mercado interno, enquanto as exportações somam 1,52 bilhão de litros.

O volume de cana-de-açúcar processado pelas unidades produtoras da região Centro-Sul do Brasil totalizou 41,97 milhões de toneladas nos primeiros 15 dias de setembro - alta de 12,79% comparativamente à mesma quinzena de 2011 (37,21 milhões de toneladas), mas queda de 9,68% em relação à última metade de agosto de 2012 (46,47 milhões de toneladas).


Segundo o presidente interino da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA), Antonio de Padua Rodrigues, “apesar da pouca chuva registrada no início de setembro, a menor moagem se deve à paralisação para manutenção realizada pelas usinas neste período”.


No acumulado desde o início da safra 2012/2013 até 15 de setembro, a quantidade de cana-de-açúcar moída alcançou 349,53 milhões de toneladas, contra 376,71 milhões de toneladas verificadas em igual período do ano anterior. “Portanto, ainda observamos uma defasagem de 27,19 milhões de toneladas de cana processada no comparativo entre as safras 2012/2013 e 2011/2012, sendo que esta defasagem segue concentrada no Estado de São Paulo. Em contrapartida, em Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a moagem acumulada da atual safra até 15 de setembro já ultrapassou em aproximadamente 5% comparado ao mesmo período de 2011”, destacou o executivo.



Produção de açúcar e de etanol


Na primeira quinzena de setembro, 51,67% da cana-de-açúcar processada destinaram-se à produção de açúcar, percentual ligeiramente superior aos 51,30% observados na mesma quinzena de 2011. Mas, no acumulado desde o início desta safra, esta proporção permanece abaixo de 50%, totalizando 49,50%.


A fabricação de açúcar somou 3,14 milhões de toneladas nos primeiros 15 dias de setembro, ante 2,76 milhões de toneladas registradas nesta mesma data do ano passado. Já o volume produzido de etanol alcançou 1,80 bilhão de litros - dos quais 810,93 milhões de litros de etanol anidro e 990,43 milhões de litros de etanol hidratado - alcançando um crescimento de 11,63% comparativamente a igual quinzena de 2011.


No acumulado desde o início da atual safra até 15 de setembro, a quantidade fabricada de açúcar atingiu 21,79 milhões de toneladas, contra 23,21 milhões de toneladas apuradas em igual período de 2011. Em relação à produção acumulada de etanol, esta somou 13,69 bilhões de litros, sendo 5,36 bilhões de litros de etanol anidro e 8,33 bilhões de litros de etanol hidratado.



Vendas de etanol


As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul somaram 971,27 milhões de litros na primeira metade de setembro, alta de 10,40% relativamente à mesma quinzena de 2011. Deste total, 196,35 milhões de litros destinaram-se às exportações e 774,92 milhões de litros ao mercado doméstico.


No mercado doméstico, o volume comercializado de etanol hidratado alcançou 482,43 milhões de litros nos primeiros 15 dias de setembro. Deste volume, 434,59 milhões de litros referem-se às vendas de etanol combustível, próximo aos 474,88 milhões de litros apurados na mesma data da safra 2011/2012.


Rodrigues destaca que estes valores representam uma leve recuperação das vendas internas de etanol hidratado carburante. “Nas últimas três quinzenas desta safra, o volume de etanol hidratado carburante vendido ficou, em média, 15% abaixo do registrado em 2011. Nesta primeira quinzena de setembro, esta diferença caiu para 8,48”, explicou o executivo.


Em relação às vendas de etanol anidro no mercado doméstico, estas totalizaram 292,49 milhões de litros no início de setembro. Deste total, 280,94 milhões de litros corresponde ao etanol anidro combustível, volume 10,64% inferior aquele verificado na mesma quinzena da safra 2011/2012, quando, porém, o percentual de adição obrigatória do produto à gasolina era de 25% (ante 20% atualmente vigente).


No acumulado de abril até 15 de setembro, as vendas de etanol somam 9,68 bilhões de litros, dos quais 4,12 bilhões de litros referem-se ao etanol anidro e 5,56 bilhões de litros ao etanol hidratado. Ainda, deste montante total, 8,16 bilhões de litros direcionaram-se ao mercado interno, enquanto as exportações somam 1,52 bilhão de litros.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar