acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Biocombustíveis

Menos 123,5 mi/t de gases no ano

10/12/2009 | 11h20
A produção mundial de biocombustíveis provocou a redução global de 123,5 milhões de toneladas de gases que provocam o efeito estufa em 2009, de acordo com estudo divulgado ontem pela (S&T)2 Consultants Inc, consultoria especializada em energia e meio ambiente. Segundo o documento, a redução foi de 57% em comparação com as emissões que teriam ocorrido se fosse utilizado igual quantidade de combustíveis à base de petróleo.


Segundo a Aliança Global de Combustíveis Renováveis, o relatório reforça a evidência de que os biocombustíveis estão e devem continuar a estar na linha de frente da luta contra o aquecimento climático. O relatório ressalta que a produção mundial de biocombustíveis ultrapassou os 100 bilhões de litros em 2009, o que reduz o consumo de 1,15 milhão de barris de petróleo por dia, que criaria emissões anuais de 215 milhões de toneladas de gases de efeito estufa.


Em 2009, a produção mundial de etanol atingiu 73,7 bilhões de litros e reduziu em 87,6 milhões de toneladas as emissões de gases, o mesmo volume registrado pela Áustria em 2007. Com respeito ao biodiesel, a produção global prevista era de 16,4 bilhões de litros, o que reduziria as emissões em 35,9 milhões de toneladas, um volume maior que as emissões de gases de efeito estufa verificadas na Croácia em 2007.


A redução global nas emissões de 123,5 milhões de toneladas com os biocombustíveis é igual às emissões combinadas da Bélgica ou da Grécia, ou ainda das emissões combinadas de Mônaco, Liechtenstein, Islândia, Letônia, Luxemburgo, Eslovênia, Estônia, Lituânia e Croácia.


Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar