Firjan

Mais de R$ 636 milhões serão investidos no país em 46 projetos em P&I do hidrogênio

"Mapa Estratégico do Hidrogênio para o Rio de Janeiro", levantamento da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, aponta os desafios e as oportunidades para o desenvolvimento do energético no Brasil. Documento será apresentado nesta terça-feira (9/7) no evento "Conexão Internacional do Hidrogênio: um futuro de baixa emissão de carbono", a partir das 9h na sede da federação, no Centro do Rio.

Redação TN Petróleo/Assessoria Firjan
08/07/2024 17:33
Mais de R$ 636 milhões serão investidos no país em 46 projetos em P&I do hidrogênio Imagem: Divulgação Visualizações: 351 (0) (0) (0) (0)

Apontado como o combustível do futuro, graças a possibilidade de ter uma baixa emissão de carbono, o hidrogênio é peça fundamental para a transição energética em todo o mundo. Assim, o Brasil corre para ser também um importante produtor do energético. Às vésperas da aprovação do Marco Legal do Hidrogênio pelo Congresso Nacional, a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) aponta que estão sendo investidos, desde 2022, mais de R$ 636 milhões em 46 projetos para pesquisa e desenvolvimento de tecnologia relacionadas ao hidrogênio em todo o país. Deste valor, mais da metade dos recursos são aplicados em 14 projetos no estado do Rio de Janeiro.

Os dados fazem parte do levantamento "Mapa Estratégico do Hidrogênio para o Rio de Janeiro", produzido pela Firjan SENAI SESI, destacando o estado fluminense com forte potencial produtor do combustível. Isto porque o Rio é o maior produtor de gás natural, possui geração de energia nuclear e projetos para expandir as fronteiras de produção de energias renováveis, com a implantação de eólicas offshore ao longo da costa.

"Estamos comprometidos com o desenvolvimento de tecnologias e com a formação de profissionais para encontrar respostas aos inúmeros desafios que precisam ser enfrentados para viabilizarmos este combustível. Temos uma rede de institutos de tecnologia e inovação, que realiza projetos de pesquisa aplicada com soluções para multiplicar o potencial do hidrogênio", afirma o vice-presidente da Firjan, Luiz Césio Caetano, ressaltando a importância de estabelecer o marco legal regulatório o quanto antes para atração e desenvolvimento de novos empreendimentos.

Desafios e oportunidades

O documento aponta ainda os desafios e as oportunidades para o pleno desenvolvimento do mercado de hidrogênio no país. Além da regulação e legislação adequadas, a gerente geral de Petróleo, Gás, Energias e Naval da Firjan, Karine Fragoso, cita entre os desafios que para estimular a demanda por hidrogênio, "passa por uma competitividade do preço do energético frente a outras soluções, a partir de um ambiente com maior oferta, mais desenvolvimento tecnológico e regras propícias para possibilitar negócios". "Também há questões como certificação e normatização, armazenamento, segurança e transporte", complementa.

Entre as oportunidades, destacam-se a ampliação de fontes de energia no país, a descarbonização, o desenvolvimento tecnológico e a exportação do energético, além de atender o mercado interno de fertilizantes, produção de amônia, de combustíveis sintéticos e SAFs (combustível sustentável de aviação), entre outras aplicações.

Seminário "Conexão Internacional do Hidrogênio"

Nesta terça-feira, das 9h às 17h, a Firjan, a ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - e ABH2 - Associação Brasileira de Hidrogênio - promovem o evento "Conexão Internacional do Hidrogênio: um futuro de baixa emissão de carbono" para debater as oportunidades de mercado, os desafios regulatórios, além de casos internacionais de sucesso, abrangendo desde a produção da energia até o consumo final. Participarão agentes do mercado, do poder público e palestrantes internacionais.

Programação

9h – Abertura. Com vice-presidente da Firjan, Luiz Césio Caetano; presidente da ABNT, Mario William Esper; presidente da ABH2, Paulo Emílio Valadão de Miranda.

9h30 - Painel 1: International Standards, Regulations, and Certifications: Hydrogen needs rules, not colours. Participam: Laurent Antoni, diretor executivo do IPHE e Convenor do ISO TC197/SC1/WG1; Andrei Tchouvelev, director de Segurança e Regulação do Hydrogen Council e Chair do ISO TC197/SC1; e Gabriel Lassery; superintendente Executivo da ABH2 e Project Leader do ISO TC197/SC1/WG1. Moderador: Sérgio Pinheiro de Oliveira, vice-presidente da ABH2 e pesquisador sênior do Inmetro.

11h - Painel 2: Hidrogênio do contexto Brasil. Com Rodolfo Saboia, diretor geral da ANP; Giovani Machado, assessor da presidência da EPE; e Marcos Ludwig, sócio da Veirano Advogados. Moderadora: Carla Giordano, gerente Regional de Pesquisa e Serviços Tecnológicos do SENAI.

14h - Painel 3: Mesa Redonda – Desafios do Mercado Internacional de Hidrogênio. Com Sonja Kuip, cônsul-geral dos Países Baixos no Rio de Janeiro; Andrei Tchouvelev, diretor de Segurança e Regulação no Hydrogen Council; François Jubinville, cônsul-geral do Canadá no Rio de Janeiro; e Anjoum Noorani, cônsul-geral Britânico. Moderador: Carlos Peixoto, fundador da H2helium.

16h - Painel 4: Cases de Empresas de Hidrogênio no Mundo. Debatedores: Paula Perfeito, engenheira de Vendas na NEA; Luiz Gonzaga, diretor geral na DeNora; e Sérgio Teixeira, diretor de Negócios na White Martins; Paulo Prunzel, engenheiro de processo com especialização em transição energética na Petrobras; e Maartje Driessens, gerente de relações internacionais no Porto do Açu. Moderador: Thiago Valejo, gerente de Projetos de Petróleo, Gás, Energias e Naval da Firjan.

17h30 – Encerramento. Lançamento do Mapa Estratégico de Hidrogênio para o Rio de Janeiro, com Karine Fragoso, gerente geral de Petróleo, Gás, Energias e Naval da Firjan.

Mais Lidas De Hoje
veja Também
Sergipe Oil & Gas 2024
Fábio Mitidieri discute com Petrobras novas estratégias ...
23/07/24
Sergipe Oil & Gas 2024
Será inaugurado terça-feira (23/07), o gasoduto que inte...
23/07/24
Sergipe Oil & Gas 2024
Semana do Petróleo, Gás e Energia começa em Sergipe
23/07/24
Apoio Offshore
CBO assina com Equinor para operar PSV Delta Cardinal
22/07/24
Oportunidade
Subsea7 oferece diversas vagas de emprego onshore e offs...
22/07/24
Oportunidade
ICONIC desenvolve banco de talentos exclusivamente para ...
22/07/24
Fenasucro
Brasil terá 20 novas biorrefinarias de etanol de milho n...
22/07/24
Bacia de Campos
Sonda Valaris DS-17 fará a perfuração do projeto Raia no...
22/07/24
Combustíveis
No fechamento do semestre, os combustíveis mais caros fo...
22/07/24
Estudo
Coral invasor é resistente a compostos biocidas usados e...
22/07/24
Etanol
Anidro cai 0,98% após 5 semanas em alta; hidratado fecha...
22/07/24
Petroquímica
Petrobras e Braskem concluem testes de produto químico c...
19/07/24
Terminais
Vast e Vibra fecham acordo de 20 anos para movimentação ...
19/07/24
Gasodutos
SCGÁS: Primeiro semestre de 2024 é marcado por avanços n...
19/07/24
Pessoas
Cristiane Schmidt assume presidência da MSGÁS
19/07/24
Energia Elétrica
Com 5,7 GW instalados, expansão da matriz elétrica brasi...
19/07/24
Certificação
FPSO Bacalhau é primeiro no mundo a receber a notação DN...
18/07/24
Certificação
Porto do Açu Operações recebe certificação internacional...
18/07/24
Premiação
ComBio é premiada com Selo Verde de Sustentabilidade
18/07/24
Evento
Repsol Sinopec lança primeiro desafio para buscar soluçã...
18/07/24
Rio Grande do Norte
Exploração e desenvolvimento das Bacias da Margem Equato...
18/07/24
VEJA MAIS
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.