Logística

Log-In Logística Integrada registra Receita de R$ 619,4 milhões no primeiro trimestre de 2024

Crescimento é fruto dos resultados positivos nas torres de negócios de Navegação, Terminal de Vila Velha (TVV) e Transporte Rodoviário de Cargas.

Redação TN Petróleo/Assessoria
09/05/2024 12:54
Log-In Logística Integrada registra Receita de R$ 619,4 milhões no primeiro trimestre de 2024 Imagem: Divulgação Visualizações: 334 (0) (0) (0) (0)

Log-In Logística Integrada, grupo de soluções logísticas, movimentação portuária e navegação de Cabotagem e Mercosul, além de operações na ponta rodoviária, acaba de divulgar, nesta quarta-feira (08), os resultados financeiros e operacionais referentes ao primeiro trimestre de 2024. Entre os destaques do período estão a maior Receita Operacional Liquida (ROL) para um primeiro trimestre, a entrega e o início das operações do novo navio Log-In Evolution e a fase final de construção do Log-In Experience, com prova de mar prevista para o segundo trimestre de 2024.

A Receita Operacional Líquida do Grupo foi de R$ 619,4 milhões nos três primeiros meses de 2024, o que representa uma alta de 10,7% se comparada ao mesmo período do ano anterior. Os principais fatores para este crescimento estão relacionados aos resultados positivos gerados em todas as linhas de negócio, tais como: crescimento na receita e volume da Cabotagem, a ampliação de market share no eixo Norte, o aumento da capacidade operacional com um maior número de navios, o recorde histórico de receita e volume do Feeder, a maior ROL do Terminal Portuário  de Vila Velha (TVV) para um primeiro trimestre e, finalmente, pela aceleração da operação de transporte de contêineres no Projeto Santos no Transporte Rodoviário de Cargas.

De acordo com o CEO da Log-In Logística Integrada, Marcio Arany, os resultados positivos do trimestre refletem não apenas o compromisso e a dedicação da equipe, mas também a assertividade relacionada à estratégia em todas as torres de negócios. “A habilidade em antecipar tendências de mercado e adaptar nossas operações tem sido fundamental para superar desafios e maximizar oportunidades. Esse sucesso reafirma nossa posição no setor e fortalece nosso compromisso em continuar entregando valor excepcional a todos os nossos stakeholders”, comenta Arany.

Navegação Costeira

Os indicadores do primeiro trimestre de 2024 das operações relacionadas ao serviço de Navegação Costeira demonstraram a robustez dos negócios da Log-In. Ao todo, a Companhia obteve um crescimento de 16,3% na Receita Líquida deste segmento durante o período, com total de R$ 383,2 milhões. Esse crescimento está atrelado, sobretudo, ao desempenho recorde em termos de volume, acompanhado da melhoria do mix de cargas. Além disso, o market share na Cabotagem foi o maior dos últimos anos, refletindo o aumento de capacidade e o término do período de seca na Bacia do Rio Amazonas, fortalecendo o posicionamento da Log-In no eixo Norte.

No período, houve destaque, ainda, para o Feeder, que registrou recorde histórico de receita, com R$95,6 milhões.

Além disso, o incremento de dois navios em comparação ao mesmo período de 2023 vem resultando em crescimento de volumes acima da média do mercado e um aumento de transportes na modalidade porta-a-porta.

Juntos, os serviços de Cabotagem e Feeder, foram responsáveis pelo importante crescimento do volume movimentado na Navegação, que registrou um aumento de 53%, chegando a 155,7 mil TEUs. No Feeder, o recorde de volume foi de 94,7 mil TEUS, aumento de 98% se comparado ao 1T23. Já a Cabotagem registrou maior volume para um primeiro trimestre, com 52,6 mil TEUS.

Neste período, segundo os dados da ABAC, a Cabotagem de contêineres no Brasil cresceu cerca de 2,5%, reforçando o aumento da participação da Log-In neste tipo de transporte. No Feeder, o crescimento de volume movimentado pelo mercado foi de 42,6%, de acordo com a associação.

Terminal Portuário de Vila Velha (TVV)

Terminal Portuário de Vila Velha (TVV) obteve performance recorde no 1T24, tanto em volume de movimentação de contêineres, quanto em Receita Operacional Líquida. No período, o TVV reportou a maior ROL alcançada para um primeiro trimestre, com R$ 89,5 milhões, em linha com o maior volume de contêineres e melhor mix de cargas movimentadas.

Ao todo, foram movimentados 56,3 mil boxes, o que representa o maior volume de movimentação de contêineres para um primeiro trimestre. Entre os fatores que contribuíram para esta evolução estão o aumento da importação de veículos elétricos em contêiner flat rack e a continuidade da forte exportação de café pelo estado do Espírito Santo, além da ampliação na movimentação de vazios e remoções, que são reflexo do crescimento nos volumes de importação e exportação, que criam a necessidade de reposicionamento de boxes de/para Vitória.

Segundo o Diretor de Terminais da Log-In, Gustavo Paixão, houve uma queda na receita de serviços acessórios, principalmente por uma limitação temporária de capacidade no terminal, devido ao projeto de modernização em curso. “O projeto de modernização, que está em fase final com o retrofit dos portêineres, está alinhado à estratégia de operação do TVV como terminal multipropósito, que tem demonstrado trimestralmente os resultados positivos desse modelo”, explica.

Transporte Rodoviário de Cargas

Com relação à frente de Transporte Rodoviário de Cargas, o grande destaque neste trimestre é o Projeto de Expansão da Frota e a criação de duas novas unidades para o transporte rodoviário de contêineres, através da aquisição de veículos para Tecmar Transporte & Logística e Oliva Pinto. Esse projeto teve um investimento no valor de R$ 66,2 milhões, através da compra de 82 caminhões e 100 carretas para atender a diversos mercados pelo país, beneficiando a sinergia dentro do grupo Log-In.

Os caminhões contam com a tecnologia Euro 6, permitindo uma redução nas emissões de CO2, além de uma economia no consumo de combustível. A Tecmar Norte, através da Oliva Pinto, segue desenvolvendo a operação de carga fracionada na região Norte, oferecendo entrega em 54 municípios nos estados do Amazonas e Roraima com a contribuição de operadores parceiros. Além disso, a Tecmar integrou os estados do Amazonas e Roraima a uma extensa malha multimodal conectando através da rodo-cabotagem outros 23 armazéns próprios situados nas demais regiões brasileiras.

Com relação aos resultados financeiros, o Transporte Rodoviário de Cargas da Log-In obteve um crescimento de 5,4% na Receita Operacional Líquida neste primeiro trimestre com um valor total de R$ 132,6 contra os R$ 125,7 milhões em comparação ao mesmo período de 2023. Esse crescimento foi beneficiado, principalmente pela aceleração da operação de transporte de contêineres no Projeto Santos e recuperação do preço médio do frete das cargas fracionadas e cargas de lotação ao final do 1T24.

Agenda EESG

Desde 2020, a Log-In vem trabalhando no processo de construção de uma agenda EESG (Sustentabilidade Ambiental, Social e de Governança Corporativa, com a inclusão da perspectiva Econômica) direcionada pela necessidade genuína de um ambiente sustentável de seus modelos de negócio. As iniciativas estruturadas ao longo dos últimos anos fazem parte do roadmap da Agenda ESG da Companhia, desenvolvida junto com a liderança e permeada para toda a organização.

Neste sentido, todas essas iniciativas são apresentadas de forma transparente, com indicadores tangíveis e claros, no Relatório de Sustentabilidade, em conformidade com as Normas GRI (Global Reporting Initiative) e com o Sustainability Accounting Standards Board (SASB).

Entre os destaques do 1T24 estão a realização do Inventário de Gases de Efeito Estufa (GEE) 2023 e a asseguração deste material por empresa global; o processo de aderência ao European Sustainability Reporting Standards (ESRS) e alinhamento às diretrizes de Human Rights Due Diligence (HRDD), com o objetivo de adequação aos padrões internacionais de sustentabilidade, em linha com o controlador; a auditoria de produtos químicos no TVV; a ação de conscientização sobre o dia mundial da Água; o treinamento de ética nas relações comerciais na Feira Intermodal; bem como o treinamento de combate ao assédio na Oliva Pinto e Tecmar.

Sobre a Log-In Logística Integrada

A Log-In Logística Integrada oferece soluções logísticas customizadas, movimentação portuária e navegação costeira integrada a outros modais e serviços, conectando, por terra e mar, o Brasil e o Mercosul. Atualmente, a empresa possui uma frota de nove navios porta-contêineres, sendo oito próprios e um afretado, com capacidade total de 24.700 TEUs e que oferecem serviços de navegação com rotas regulares integrando os principais portos do país à Argentina, Paraguai e Uruguai.

Compondo a torre de negócios do Transporte Rodoviário de Cargas da Log-In, a Tecmar é uma empresa do Grupo Log-In Logística Integrada, especializada no transporte LTL Rodoviário, FTL, Gestão de Armazenagem e Transporte de Contêineres, que, junto com a Oliva Pinto, complementa, também, o transporte marítimo de Cabotagem, de Importação e Exportação. Com uma rede de mais de 50 armazéns estrategicamente distribuídos, uma frota robusta com mais de 1.300 veículos próprios, a Tecmar oferece soluções logísticas de Norte a Sul do Brasil.

Essa estrutura completa possibilita a união de uma ampla malha rodoviária de distribuição de cargas fracionadas à malha de Navegação Costeira da Log-In, criando assim um serviço logístico único no mercado nacional, a Rodo-Cabotagem, produto focado no transporte de cargas fracionadas e que soma as melhores características do modal rodoviário e da navegação.

A Log-In também administra e opera o Terminal de Vila Velha (TVV), localizado no estado do Espírito Santo, além de dois terminais intermodais, um em Itajaí (SC) e outro no Guarujá (SP) com operações dedicadas.

Conheça mais os nossos serviços em: www.loginlogistica.com.br.

Mais Lidas De Hoje
Veja Também
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.