acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia elétrica

Hidrelétrica Santo Antônio reverte prejuízo

01/04/2016 | 17h31

Em conferência com investidores hoje (01/4), Luiz Pereira, diretor financeiro e de relações com investidores da Santo Antônio Energia, confirmou que a empresa aderiu à Repactuação do Risco Hidrológico proposto pela ANEEL, na modalidade SP-93, com amortização de ativo durante o período de 9 anos e 10 meses.

Já em relação à devolução dos valores de GSF protegidos por liminar, a Companhia continua suas tratativas com a Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, com o objetivo de encontrar uma forma de carência e parcelamento compatíveis com o fluxo de caixa da concessionária.

A ANEEL deliberou o parcelamento desses valores em 6 meses, sem carência, conforme decisão da diretoria colegiada na última terça-feira (29/3). Na conferência, Luiz Pereira informou que a empresa conseguiu reverter o prejuízo de R$ 2,2 bilhões para um lucro de R$ 34milhões. Ele atribuiu boa parte desse resultado ao EBITDA de R$ 854milhões.

Luiz Pereira disse também que o total de R$ 1,5 bilhão de investimento remanescente já tem todas as suas fontes equacionadas – parte dessas fontes foi obtida no último aporte de capital na Companhia, no valor de R$ 390 milhões, integralizado por todos os acionistas.

Segundo Luiz Pereira, resolvida a viabilidade do pagamento do parcelamento do GSF, “a Hidrelétrica Santo Antônio, hoje, é um empreendimento equilibrado e navega em velocidade de cruzeiro. As obras civis já se encontram 100% concluídas. Sendo assim, todas as incertezas relativas a este investimento foram afastadas.”

Três fatores que contribuem para reduzir o impacto para as geradoras em relação ao GSF são: a queda na demanda de energia, hoje em torno de 7,2% (diminuição do consumo) e que reflete no PLD; o aumento das chuvas; e a própria repactuação ao risco hidrológico.

Mais uma turbina em operação a partir de hoje

Além do resultado financeiro positivo, o diretor financeiro e de relações com investidores da Santo Antônio Energia também comunicou que hoje mais uma turbina da Hidrelétrica Santo Antônio entrou em operação comercial. Localizada no rio Madeira, em Porto Velho (Rondônia), agora são 39 unidades geradoras em operação comercial, que representam potência de 2.788,01 Megawatts, cerca de 80% da capacidade total de geração da hidrelétrica, que é de 3.568 Megawatts.

Até o final deste ano, a Hidrelétrica Santo Antônio colocará em funcionamento mais 11 turbinas, totalizando 50. Deste total, seis terão sua energia dedicada exclusivamente para Rondônia e Acre, atendendo aproximadamente 40% do consumo desses Estados.

A outra parte dessa energia limpa e de fonte renovável percorre mais de 2.400 quilômetros até Araraquara, no interior paulista, para abastecer o sudeste e outras regiões brasileiras, por meio do Sistema Interligado Nacional - SIN.

SANTO ANTÔNIO ENERGIA

É a concessionária responsável pela construção e operação da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em Porto Velho (RO), e pela comercialização da energia gerada. Quarta maior geradora hídrica do país, a Hidrelétrica Santo Antônio é considerada a número um em sustentabilidade, de acordo com avaliação da International Hydropower Association (IHA), uma organização sem fins lucrativos, fundada há quase 20 anos com o suporte da Unesco, e que afere a sustentabilidade de empreendimentos hidrelétricos em todo o mundo.



Fonte: Assessoria/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar