acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Resultado

Grupo Ipiranga registrou lucro de R$ 560,2 milhões no ano passado

01/03/2005 | 00h00
O grupo Ipiranga registrou em 2004 lucro líquido consolidado de R$ 560,2 milhões, com um aumento de 85% em relação aos R$ 302,6 milhões do ano anterior. O faturamento bruto foi de R$ 24,3 bilhões, uma alta de 14% sobre 2003. A geração de caixa cresceu 36%, somando R$ 1,1 bilhão.
Entre as empresas do grupo, a Ipiranga Refinaria superou o prejuízo de R$ 39 milhões da atividade em 2004 e, incluindo o resultado das participações societárias nas áreas química, petroquímica e distribuição de derivados de petróleo, alcançou lucro líquido de R$ 217,6 milhões. O desempenho operacional da empresa foi prejudicado pela defasagem entre preços do petróleo e preços dos combustíveis no país.
A diretora-superintendente da Ipiranga Refinaria, Elizabeth Tellechea, explicou nesta terça-feira (1º/03) que a empresa sofre desvantagem competitiva em relação à Petrobras, que produz o próprio óleo que refina. "Por isso, tivemos que reduzir a nossa produção, que ficou 18% menor", explicou a executiva, destacando que a empresa atingiu 66% de sua capacidade operacional, produzindo 658 milhões de litros.
A defasagem de preços da empresa em relação ao mercado internacional chega atualmente 15% no caso da gasolina e 25% no diesel. Esse percentual só não é maior porque a Ipiranga Refinaria assinou em dezembro do ano passado um acordo com a Petrobras para compra de óleo no qual é estabelecido um preço de equilíbrio, estabelecido sem o repasse integral da oscilação do produto no mercado internacional. Com esse cenário, a receita bruta de 2004 é inferior à registrada em 2003, caindo de R$ 1,4 bilhão para R$ 876 milhões.
O resultado da Ipiranga Petroquímica foi um dos principais destaques das empresas do grupo em 2004, alcançando lucro líquido de R$ 421,5 milhões, o que representa um aumento de 121% em relação a 2003. A geração de caixa da atividade subiu 46%, passando de R$ 221,7 milhões para R$ 322,8 milhões. A receita bruta foi de R$ 2,3 bilhões, com um crescimento de 32,7%.
O diretor-superintendente da Ipiranga Petroquímicos, Paulo Roberto Peixoto de Magalhães, explicou que a empresa aproveitou o aumento de venda dos produtos para reduzir suas dívidas, que fecharam o ano passado totalizando US$ 261 milhões, com uma redução de 35,5% em relação a 2003.
A Ipiranga Petróleo registrou lucro líquido de R$ 317,9 milhões, com um crescimento de 114% em comparação com 2003. O volume comercializado pela empresa foi o maior de sua história, com uma expansão de 11,7% enquanto o mercado nacional cresceu 5%. A Ipiranga Distribuidora teve lucro líquido 41% maior, de R$ 138 milhões, e expansão de 4,5% nas vendas. Em conjunto, as duas distribuidoras têm 19% de participação do mercado, com cerca de 4.300 postos no país, 880 franquias e 134 postos de gás natural veicular.

Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar