acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energias Alternativas

Fábrica de turbinas faz planos para contratações

25/08/2010 | 09h21
Com fábricas de turbinas eólicas em Pecém (CE) e Sorocaba (SP), a alemã Wobben Windpower planeja contratar mais 200 técnicos para atender à demanda do novo leilão de energia alternativa, aumentando a escala de produção dentro de uma capacidade já instalada de 500 MW ao ano. "Somando a geração em parques próprios aos equipamentos que fabricamos para terceiros, atingiremos a marca histórica de 1 GW nos próximos dois anos, o que representa um terço de toda a geração eólica do país", anuncia o diretor comercial Eduardo Leonetti Lopes.

Hoje o potencial instalado pela empresa é suficiente para abastecer uma população de 4 milhões de habitantes. "Há 15 anos, quando iniciamos as operações no Brasil, éramos vistos como lunáticos que queriam copiar modelos europeus", recorda Lopes. Ele conta que no passado os gerentes de projetos de fontes alternativas isolavam-se no canto de modestas salas nas empresas concessionárias de energia, mas hoje ocupam espaço nobre. "O setor evoluiu, provou sua viabilidade e justifica os investimentos na instalação de fábricas de aerogiradores no país", afirma.

O passo inicial aconteceu em 1998, na experiência pioneira de compra de energia renovável pela Coelce, concessionária do Ceará. "Ganhamos a concorrência e montamos as usinas de Taiba (5 MW) e Prainha (10 MW), as primeiras autorizadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para conexão à rede", diz Lopes. (S.A.)


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar