Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Exportaçôes

Etanol brasileiro ganha o mundo a partir do Porto de Santos

14/06/2021 | 14h30
Etanol brasileiro ganha o mundo a partir do Porto de Santos
Divulgação Divulgação

Além de sua vocação histórica para a movimentação de açúcar, o Porto de Santos é também a principal porta para que o etanol brasileiro conquiste o mundo. Em 2020, o Brasil exportou 2,67 bilhões de litros sendo que 86% saíram pela cidade paulista. Só a Copersucar, líder mundial em comercialização de açúcar e etanol, exportou mais de 700 milhões de litros somente durante o ano-safra 2019-20.

Apesar de a maior parte da produção brasileira de etanol ser destinada ao mercado interno, o etanol brasileiro também atrai mercados internacionais, entre eles os Estados Unidos, mais especificamente o estado da Califórnia. Por lá, Institucionalassim como no Brasil, o etanol anidro é adicionado à gasolina, como forma de reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Já o álcool hidratado nacional, é tradicionalmente consumido por países asiáticos para fins industriais, como a produção de álcool em gel, cosméticos e bebidas.

Na visão da gerente-executiva responsável pela comercialização de etanol da Copersucar, Lara Bacellar, é possível que em 2021 tenhamos uma competividade mais acirrada entre Brasil e Estados Unidos por destinos internacionais, tendo em vista a alta no preço do milho americano, usado para a produção do etanol estadunidense. "É possível estimar um ano-safra produtivo do ponto de vista da exportação, com a possibilidade de atendermos destinos que tradicionalmente são supridos pelo produto americano. No entanto, este cenário depende também do preço do etanol no mercado interno", explica.

Além das exportações, operações de cabotagem também são realizadas a partir do Porto de Santos. O principal destino destas viagens é a região nordeste do Brasil, onde a produção de etanol não supre a demanda. Devido à distância, o frete marítimo é uma alternativa mais econômica e eficiente para o transporte da produção das usinas próximas ao estado de São Paulo.

Divulgação

Etanol é ideal para combater as mudanças climáticas

O etanol é um biocombustível pronto e que pode ser importante para ajudar no combate às mudanças climáticas, contribuindo com a redução de emissão de gases de efeito estufa no Brasil e em outros países. Trata-se de uma energia limpa e renovável. Esta característica sustentável ganha ainda mais força no caso do etanol proveniente da cana-de-açúcar, uma vez que, desde a sua produção até a combustão final, o produto chega a emitir 90% menos carbono que a gasolina.

De acordo com o coordenador do Centro de Controle Operacional da empresa, José Carlos Souza de Miranda, o caminho da produção até o embarque segue um rigoroso protocolo para garantir a qualidade do produto. "O etanol é produzido nas 33 usinas sócias da Copersucar, de acordo com o planejamento da safra. O transporte para o porto acontece a partir do recebimento de uma demanda de embarque, enviada pela nossa área Comercial. No processo ainda são envolvidas as equipes de Planejamento, Qualidade e Logística", detalha.

Divulgação



Fonte: Redação TN Petróleo/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar