acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Investimentos

Estado do Rio ganha nova base logística com investimentos de R$ 200 milhões da GE

28/11/2013 | 09h52

 

Confirmando a excelente fase atrativa de investimentos, o Estado do Rio de Janeiro teve hoje inaugurada a nova base logística da GE Oil & Gas WellStream voltada para o desenvolvimento dos campos do pré sal. Com investimentos de R$ 200 milhões, a nova base foi anunciada em cerimônia na sede da empresa, na Ilha da Conceição, em Niterói. 
O empreendimento tem como principal objetivo atender demandas da Petrobras e de outras petroleiras que atuam no mercado brasileiro. A empresa, que já produz linhas flexíveis para a exploração e produção de petróleo e gás, gerou 185 empregos diretos nessa nova base logística, em que a empresa atuará como local de embarque de produtos e equipamentos para os campos em exploração.
O subsecretário de Estado de Energia, Logística e Desenvolvimento Industrial, Marcelo Vertis, destacou a perspectiva promissora do Rio de Janeiro como fronteira do pré-sal. “Temos desenvolvido programas de atração de fornecedores e subfornecedores da cadeia de óleo e gás, para proporcionar o ambiente propício ao negócio aos grandes empreendimentos, e com isso gerar mais empregos e renda para todos os municípios. O Estado do Rio passa por um momento gratificante de desenvolvimento industrial, tendo, inclusive, contribuído positivamente para o bom desempenho nacional no PIB da Indústria”, disse Vertis, durante a inauguração.
A expectativa é que as compras em equipamentos subsea movimentem US$ 100 bilhões até 2020. Somente a Petrobras, nos próximos anos, consumiria 30% desse valor. O presidente global da GE Oil & Gas, Lorenzo Simonelli, enfatizou a importância do investimento para a empresa, como parte da estratégia de se dedicar à cadeia de óleo e gás brasileira. “Essa base logística é um marco essencial dos investimentos da GE. Juntos, conseguimos alcançar com sucesso essa primeira fase e nos próximos anos já vislumbro a conclusão das novas fases, essenciais para a indústria de óleo e gás no Brasil, com a dragagem do canal para que possamos receber as embarcações”, afirmou.
Ainda no primeiro trimestre de 2014, será inaugurado também no Rio um centro de pesquisas, com investimentos de R$ 500 milhões. O centro será voltado para o desenvolvimento de novas tecnologias em linhas flexíveis para otimizar o desempenho em grandes profundidades.
Para Marcelo Soares, presidente global da WellStream, os investimentos são prova incontestável da credibilidade da GE com o Brasil, e principalmente com o Rio de Janeiro. “Viemos para investir, crescer e gerar negócios e empregos no Estado. Essa base logística e o centro de pesquisa na Ilha do Fundão são apenas o começo. Outros investimentos estão a caminho”.

Confirmando a excelente fase atrativa de investimentos, o Estado do Rio de Janeiro teve hoje inaugurada a nova base logística da GE Oil & Gas WellStream voltada para o desenvolvimento dos campos do pré sal. Com investimentos de R$ 200 milhões, a nova base foi anunciada em cerimônia na sede da empresa, na Ilha da Conceição, em Niterói. 


O empreendimento tem como principal objetivo atender demandas da Petrobras e de outras petroleiras que atuam no mercado brasileiro. A empresa, que já produz linhas flexíveis para a exploração e produção de petróleo e gás, gerou 185 empregos diretos nessa nova base logística, em que a empresa atuará como local de embarque de produtos e equipamentos para os campos em exploração.


O subsecretário de Estado de Energia, Logística e Desenvolvimento Industrial, Marcelo Vertis, destacou a perspectiva promissora do Rio de Janeiro como fronteira do pré-sal. “Temos desenvolvido programas de atração de fornecedores e subfornecedores da cadeia de óleo e gás, para proporcionar o ambiente propício ao negócio aos grandes empreendimentos, e com isso gerar mais empregos e renda para todos os municípios. O Estado do Rio passa por um momento gratificante de desenvolvimento industrial, tendo, inclusive, contribuído positivamente para o bom desempenho nacional no PIB da Indústria”, disse Vertis, durante a inauguração.


A expectativa é que as compras em equipamentos subsea movimentem US$ 100 bilhões até 2020. Somente a Petrobras, nos próximos anos, consumiria 30% desse valor. O presidente global da GE Oil & Gas, Lorenzo Simonelli, enfatizou a importância do investimento para a empresa, como parte da estratégia de se dedicar à cadeia de óleo e gás brasileira. “Essa base logística é um marco essencial dos investimentos da GE. Juntos, conseguimos alcançar com sucesso essa primeira fase e nos próximos anos já vislumbro a conclusão das novas fases, essenciais para a indústria de óleo e gás no Brasil, com a dragagem do canal para que possamos receber as embarcações”, afirmou.


Ainda no primeiro trimestre de 2014, será inaugurado também no Rio um centro de pesquisas, com investimentos de R$ 500 milhões. O centro será voltado para o desenvolvimento de novas tecnologias em linhas flexíveis para otimizar o desempenho em grandes profundidades.


Para Marcelo Soares, presidente global da WellStream, os investimentos são prova incontestável da credibilidade da GE com o Brasil, e principalmente com o Rio de Janeiro. “Viemos para investir, crescer e gerar negócios e empregos no Estado. Essa base logística e o centro de pesquisa na Ilha do Fundão são apenas o começo. Outros investimentos estão a caminho”.

 



Fonte: Redação TN Petróleo
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar