acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Erro na Usina Nuclear de Fukushima contamina seis pessoas

09/10/2013 | 12h36

 

Um erro na manipulação de equipamentos na Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do Japão, contaminou seis pessoas. O erro gerou o vazamento de água contaminada por radioatividade. É o quarto erro cometido em uma semana durante operações destinadas a descontaminar a usina.
A companhia que administra Fukushima, a Tokyo Eletric Power Company (Tepco), confirmou o vazamento de água com elevados índices radioativos. Especialistas estimam que alguns dos atingidos tenham ingerido a água contaminada.
Em março de 2011, um terremoto seguido de tsunami atingiu o Japão, causando explosões e vazamentos na região da usina. Áreas inteiras foram esvaziadas, os produtos da região proibidos para comercialização e o governo manteve o alerta. Recentemente, houve informações sobre o vazamento de água contaminada para o oceano.
Na época do tsunami e do terremoto, ocorreu a paralisação do sistema de resfriamento dos reatores, fazendo com que três deles derretessem. Atualmente, o maior desafio da Tepco é armazenar a grande quantidade de água utilizada para resfriar os reatores.
Há um plano do governo japonês para descontaminar a área em torno da usina, que se baseia em levantar uma parede de terra congelada em volta dos reatores para fazer o resfriamento. O objetivo é  prevenir que água contendo material radioativo, que continuará a ser utilizada para resfriar dutos de combustível nuclear, entre em contato com o lençol freático. Segundo autoridades japonesas, os sistemas de tratamento de água também serão modernizados para evitar o aumento de água contaminada.

Um erro na manipulação de equipamentos na Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do Japão, contaminou seis pessoas. O erro gerou o vazamento de água contaminada por radioatividade. É o quarto erro cometido em uma semana durante operações destinadas a descontaminar a usina.


A companhia que administra Fukushima, a Tokyo Eletric Power Company (Tepco), confirmou o vazamento de água com elevados índices radioativos. Especialistas estimam que alguns dos atingidos tenham ingerido a água contaminada.


Em março de 2011, um terremoto seguido de tsunami atingiu o Japão, causando explosões e vazamentos na região da usina. Áreas inteiras foram esvaziadas, os produtos da região proibidos para comercialização e o governo manteve o alerta. Recentemente, houve informações sobre o vazamento de água contaminada para o oceano.


Na época do tsunami e do terremoto, ocorreu a paralisação do sistema de resfriamento dos reatores, fazendo com que três deles derretessem. Atualmente, o maior desafio da Tepco é armazenar a grande quantidade de água utilizada para resfriar os reatores.


Há um plano do governo japonês para descontaminar a área em torno da usina, que se baseia em levantar uma parede de terra congelada em volta dos reatores para fazer o resfriamento. O objetivo é  prevenir que água contendo material radioativo, que continuará a ser utilizada para resfriar dutos de combustível nuclear, entre em contato com o lençol freático. Segundo autoridades japonesas, os sistemas de tratamento de água também serão modernizados para evitar o aumento de água contaminada.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar