acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo

Empresa vai investir R$ 60 milhões em São Mateus

08/09/2010 | 11h49
Os poços de petróleo em terra têm produção mais modesta e vêm sendo preteridos por conta do pré-sal, mas são procurados por empresas de menor porte que exploram óleo e gás em diversos pontos do Brasil. Em São Mateus, na Região Norte do Estado, essa revolução começa a acontecer com a implantação da filial da Cowan Petróleo e Gás, empresa mineira com sede no Rio de Janeiro, que fará exploração onshore na cidade. O investimento será de R$ 60 milhões, iniciando com R$ 3 milhões.


A produtora independente já se instalou às margens da BR 101, no espaço que foi utilizado pela Galvão durante as obras do gasoduto Cacimbás-Catu e está prestes a iniciar sua operação. A estimativa é de que somente para a base, fora o trabalho de exploração, sejam gerados 70 empregos.


Três poços já foram perfurados pela Cowan, que adquiriu o bloco ES-T-400 em 2007 e encontrou o óleo em maio deste ano. A estimativa é de que sejam 20 poços ao longo dos próximos três anos, na área rural da Paulista.

Segundo o secretário de Desenvolvimento de São Mateus, Willian Zanni, esse movimento tem sido acompanhado de perto pelo município, que quer se tornar o centro de excelência na exploração de petróleo em terra no Estado.

“Temos conhecimento de outras quatro empresas como a Cowan que adquiriram blocos no município e têm interesse em se instalar em São Mateus. Vamos buscar trabalhar juntos e incentivar essas produtoras independentes”, explicou.


Além do bloco adquirido estar em terras mateenses, Zanni afirmou que a estrutura para suporte de operação que existe na cidade contribuíram para a escolha da Cowan.


“Existem várias prestadoras de serviço de petróleo que trabalham para a Petrobras e poderão atender as produtoras independentes. O importante para nós é ter essas empresas operando no município, gerando empregos, tributos e royalties próprios e em toda a cadeia produtiva”, finalizou.



Fonte: A Gazeta (ES)
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar