acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gabrielli

Dinheiro não será problema para a extração do pré-sal

30/09/2009 | 08h37
O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, disse ontem (29) que o limite da extração de petróleo da camada pré-sal está associado ao fornecimento de materiais para a cadeia produtiva, e não a questões financeiras.


Ao participar de audiência pública conjunta das comissões de Desenvolvimento Econômico e Minas e Energia na Câmara, Gabrielli disse que empresa conseguiu levantar US$ 30 bilhões em empréstimos durante a crise econômica e que está financiada pelos próximos cinco anos de acordo com os atuais planos dela.

 
“Não acreditamos que financiamento, dinheiro seja o problema para o desenvolvimento do pré-sal. O limite que imaginamos para a velocidade de expansão do pré-sal é a capacidade de fornecimento de matériais e equipamentos para a cadeia produtiva”, afirmou.

Sobre a formação de mão de obra para trabalhar nas áreas relacionadas à exploração, o presidente da Petrobras disse que mais de 3 mil cursos já estão sendo montados para o treinamento de pessoal. “Nós já treinamos 46 mil delas [pessoas para trabalhar no pré-sal]. Nós temos milhares de cursos sendo montados. Isso tá sendo feito em centenas de instituições no Brasil todo, estamos mapeando estados por estado”, afirmou Gabrielli. Estima-se que serão necessárias 243 mil pessoas para trabalhar em toda a cadeia produtiva do pré-sal.

Ao fim da audiência, o presidente da Petrobras também ressaltou que, com a estimativa de que a produção de petróleo brasileiro dobre até 2020, os estados produtores também terão suas receitas com royalties dobradas, independentemente do aumento ou não da porcentagem que vão receber sobre o pré-sal.


Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar