acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Desperdício

Devido a testes no pré-sal, Petrobras desperdiça gás

11/08/2010 | 10h18
Apesar da retomada do consumo de gás no pós-crise, a Petrobras mantém níveis elevados de queima do produto em suas plataformas: o desperdício chegou a 7,3 milhões de metros cúbicos ao dia na média de janeiro a maio -volume mais que suficiente para abastecer a Grande Rio de Janeiro.


Considerando o preço do gás vendido às distribuidoras em contratos de três anos, a Petrobras deixa de gerar uma receita diária de cerca de US$ 4,2 milhões.


Em 2009, por conta do menor consumo, a estatal queimava mais gás. O mercado reagiu, mas o volume desperdiçado não voltou aos níveis anteriores.


Para Marco Tavares, especialista da Gas Energy, o volume de gás não aproveitado "é muito elevado". "O país carece de soluções para a queima, que gera uma perda de recursos naturais e lança CO2 na atmosfera."


Segundo ele, o pré-sal aumenta o risco de perdas. Como na maior parte dos atuais campos em produção na bacia de Campos, o gás está associado ao petróleo.


Para produzir o óleo -mais rentável-, é preciso dar um destino ao gás. São três as opções: transporte por gasoduto para o continente, reinjeção nos poços ou queima -a mais ineficiente.


Tavares diz que ainda há tempo até a entrada em operação dos campos do pré-sal para pensar numa solução, como a conversão do gás para o estado líquido em alto-mar e seu transporte em navios. Tal solução já está em estudo pela Petrobras.


A Petrobras reconhece que os testes de produção no pré-sal elevaram a queima de gás neste ano.


Fonte: Folha de S.Paulo
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar