acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Produtos e Serviços

Deep Seed Solutions lança software que gera conceitos de sistemas submarinos

23/11/2016 | 16h35

A indústria de óleo e gás tem enfrentado momentos turbulentos em função dos preços do petróleo, que passaram de um patamar superior a US$100,00 para sua menor cotação nos últimos dois anos, chegando a US$28,50 em janeiro. Neste contexto macroeconômico, grandes esforços têm sido realizados pelas grandes operadoras na direção de significativos cortes de custo e redução da atividade de desenvolvimento de novos projetos. A indústria foca no desenvolvimento de ferramentas automatizadas voltadas para projetos e processos de produção, com o objetivo principal de redução de custos (CAPEX e CAPEX) e incremento do retorno sobre os investimentos (VPL e ROI).

“O atual preço do petróleo inviabiliza grande parte dos projetos em fase exploratória. Contudo, a commodity se apresenta como principal fonte de energia global e, historicamente, tem demonstrado uma tendência média de demanda crescente desde 1965. Expectativa que se mantém no curto prazo, de acordo com o IEA (International Energy Agency)”, assinala Leandro Basílio, diretor de Operações e fundador da Deep Seed Solutions.

Desenvolver soluções que visam otimizar recursos, ganhar tempo e maximizar os lucros de seus clientes é o foco da empresa recém-criada por Leandro, engenheiro mecânico com passagens pela Petrobras e Transpetro, e seus sócios: o diretor de Tecnologia Celso Noronha, engenheiro civil com mestrado e doutorado em engenharia estrutural, que atuou na Cameron e SmartTech (ambos egressos do Wood Group), e o administrador de empresas Adriano Maluf Amui, responsável pela diretoria de Marketing, que tem mestrado e diversas especializações na área de negócios, marketing e planejamento, é professor da FDC – Fundação Dom Cabral e da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), e é CEO da Consultoria Esfera Gestão e do INVENT Conhecimento Estratégico..

Antenada com os desafios do mercado de óleo e gás natural, a empresa desenvolveu o sistema FLOCO (Field Layout Concept Optimizer), que gera automaticamente conceitos de sistemas submarinos de produção de petróleo e gás natural, com base na extensa gama de componentes, equipamentos, sistemas e recursos disponíveis na indústria. “Após a geração automática das opções conceituais, o programa organiza e ranqueia os conceitos, com base em indicadores como CAPEX (despesas de capital, investimentos), OPEX (custo de operação e manutenção), VPL (Valor Presente Líquido) e TIR (Taxa Interna de Retorno), entre outros”, explica o executivo.

Ele destaca que a fase de elaboração de conceitos é uma etapa fundamental no processo de desenvolvimento de campos de produção de petróleo e gás, e com grande potencial de captura de oportunidades. “Esse é o momento em que é possível alcançar significativas reduções de custo e maximização do retorno sobre o investimento através da avaliação estruturada de uma extensa variedade de arquétipos e conceitos, priorizando indicadores econômicos objetivos”, diz Leandro.

A ferramenta da Deep Seed Solutions, que começou a ser desenvolvida pelos fundadores em 2014, automatiza o processo de desenvolvimento das alternativas conceituais dos projetos offshore, que, segundo ele, demanda, em média, de 15 a 20 engenheiros de diversas áreas e outros especialistas (desde o reservatório até o topside, incluindo o gerenciamento do projeto), e consome em torno de oito a nove meses, para gerar quatro ou cinco alternativas, que são usualmente adaptações de sistemas anteriores. “Pelo nosso sistema, podemos rodar milhares de conceitos”, explica Leandro Basílio, que vem conversando com empresas de petróleo interessadas na solução.

“Prevemos mais de uma modalidade de comercialização. A primeira é de consultoria, na qual manipulamos a ferramenta e geramos os conceitos alternativos. Até o final do ano, a ideia é disponibilizar o licenciamento comercial do software. Também estudamos outras opções”, conclui o executivo.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar