acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Balanço

Com um aumento de 300% em relação a 2017, PetroRio registra lucro de R$ 204,9 milhões em 2018

12/03/2019 | 10h45
Com um aumento de 300% em relação a 2017, PetroRio registra lucro de R$ 204,9 milhões em 2018
Divulgação Divulgação

A PetroRio fechou o ano de 2018 com os melhores resultados de sua história, indicadores que coroam a trajetória de turnaround vivido pela empresa desde 2014 – quando focou sua estratégia ao investir em campos já em produção para gerar caixa e realizar investimentos.

Institucional

A companhia registrou lucro de R$ 204,9 milhões em 2018, com aumento de 300% na comparação com 2017. A receita líquida também foi destaque, fechando com R$ 848,9 milhões no ano passado, com um aumento de 59% em relação a 2017. Deste total, 87%, ou cerca de R$ 738,2 milhões, foram originados da venda do óleo de Polvo, primeiro ativo adquirido em sua nova trajetória.

"O bom desempenho se deve uma administração de excelência e à convicção em nosso método de gestão. Hoje, nos posicionamos como um dos mais bem-sucedidos cases na indústria de energia do país", ressalta Nelson Queiroz Tanure, CEO da PetroRio.

Diante de tal orientação voltada para resultados, a companhia obteve desempenho recorde nos mais diversos indicadores. O EBITDA do ano foi impulsionado pelos fortes resultados operacionais e alcançou R$ 246,9 milhões, com um aumento de 87,6% frente 2017.

Os números positivos foram impulsionados pelo aumento na produção, como resultado da Campanha de Perfuração de 2018 e pelo preço do Brent, fatores que se somaram à forte disciplina financeira e gestão eficiente de custos aplicados pela PetroRio, que conseguiu maximizar esses fatores e convertê-los em resultados.

"Foi um ano de desempenho recorde nos mais diversos indicadores e conseguimos entregar o melhor resultado da história da PetroRio", destaca o CEO da PetroRio.

Aquisições

O ano de 2018 foi marcado pelo reforço da estratégia de aquisições e investimentos em ativos já em produção, pavimentando o processo de sólido crescimento da PetroRio desde o início da operação, em 2014.

No ano passado, foi concluída a campanha de perfuração em Polvo, aumentando as reservas da companhia em aproximadamente 10 milhões de barris, com investimentos de apenas US$ 4,45 para cada barril adicionado. O investimento no campo permitiu a extensão da vida útil de Polvo para 2024. Para este ano, está prevista uma nova rodada de perfurações no campo, diante do êxito obtido.

Recentemente, a PetroRio assinou contratos para assumir 70% de participação no campo de Frade e passará a ser operadora da área. Com a transação, a produção total da PetroRio mais que dobrará, consolidando a empresa como a maior companhia independente de óleo e gás do país.

Com a aquisição do Campo de Frade, a produção da PetroRio no campo passa a ser 15 mil boepd. O novo ativo contribuirá também para um aumento significativo na extração total da empresa, alcançando aproximadamente 28 mil boepd nos níveis atuais de produção e reservas de óleo equivalente de 83,6 milhões de barris.

"Na frente de aquisições, as principais qualidades que buscamos são segurança e sustentabilidade, olhando oportunidades de crescimento com retornos bastante atraentes para os nossos acionistas, sempre tendo como norte a melhor alocação de capital, o que nos faz considerar um preço atrativo para a aquisição", destacou Queiroz Tanure.

Eficiência operacional

Outro pilar fundamental da companhia é a eficiência em suas operações, o que resulta em produzir por mais tempo com os mesmos recursos e níveis de qualidade e segurança. No caso do campo de Polvo, a eficiência operacional encerrou o ano com 95% - o índice chegou a 100% em outubro de 2018.

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar