acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Etanol

Com 35,08 milhões de toneladas, produção de cana bate recorde histórico na segunda quinzena de setembro

09/10/2019 | 14h27
Com 35,08 milhões de toneladas, produção de cana bate recorde histórico na segunda quinzena de setembro
Divulgação Divulgação

A Unica - União da Industria de Cana-de-açúcar divulgou hoje (09/10) os dados referentes à safra de cana-de-açúcar na região Centro-Sul, na segunda quinzena de setembro. Foram processadas, no período, 35,08 milhões de toneladas, com significativo crescimento de 26,06% em relação às 27,83 milhões de toneladas registradas na mesma quinzena do ano passado.

Desde o início da safra 2019/20 foram esmagadas 472,80 milhões de toneladas, 2,71% superior às 460,34 milhões de toneladas contabilizadas no mesmo período de 2018. Até 1º de outubro, sete unidades haviam encerrado a safra atual, mesma quantidade registrada durante o último ciclo agrícola. Essas empresas registraram uma redução de 35,7% na moagem.

A quantidade de Açúcares Totais Recuperáveis - ATR atingiu 157,31 kg nos 15 dias finais de setembro, 6,82 kg maior comparativamente ao observado na mesma data do ano anterior (147,26 kg por tonelada). No comparativo do acumulado da safra, a quantidade de quilos de ATR por tonelada de cana permanece menor em 2,4 kg. Até 1º de outubro, o teor de ATR alcançou 136,84 kg por tonelada, contra 140,16 kg por tonelada em igual período do ciclo 2018/2019.

Institucional

Açúcar e etanol

De acordo com a Unica, em virtude do maior teor de ATR para ser convertido em produto, a produção de açúcar e etanol registrou forte crescimento na segunda quinzena de setembro em relação ao mesmo período da última safra.

Na segunda quinzena de setembro, a fabricação de açúcar totalizou 1,79 milhão de toneladas ante os 1,29 milhão de toneladas na mesma quinzena de 2018 - aumento de 39,15%. A produção de etanol, por sua vez, somou 2,18 bilhões de litros - aumento de 32,98%. Com efeito, foi registrado a fabricação de 61,09 litros de etanol por tonelada de matéria-prima processada.

"A produção de etanol por tonelada de cana-de-açúcar processada registrada na segunda quinzena de setembro representa um novo recorde da produção de etanol em uma quinzena durante o período de safra", explica o diretor técnico da Unica, Antonio Padua Rodrigues.

No acumulado até 1º de outubro de 2019, a produção de etanol alcançou cresceu 2,71%, alcançando os 25,16 bilhões de litros, dos quais 17,54 bilhões de litros de etanol hidratado e 7,62 bilhões de litros de etanol anidro.

Mesmo com acréscimo de 12,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar processada no atual ciclo agrícola, a quantidade produzida de açúcar permanece abaixo em quase 535 mil toneladas. Com efeito, no acumulado a produção somou 21,80 milhões de toneladas ante 22,33 milhões de toneladas em igual período de 2018.

Como reflexo, apenas 35,36% da matéria-prima processada foi destinada à produção de açúcar no acumulado até 1º de outubro, contra 36,3% no mesmo período da safra 2018/2019.

Em relação ao etanol de milho, foram fabricados 40,50 milhões de litros na segunda metade de setembro. No acumulado da safra, a produção somou 537,49 milhões de litros, crescimento de 71,51% sobre o volume apurado para o mesmo período de 2018.



Fonte: Redação/Assessoria UDOP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar