acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rio+20

Caminhões e ônibus Mercedes-Benz já podem ser abastecidos com biodiesel B20

20/06/2012 | 13h15

A Mercedes-Benz do Brasil anunciou ontem na Rio+20, que seus caminhões e ônibus, independentemente do ano de fabricação, já estão aptos para o uso do biodiesel B20 (mistura de 20% de biodiesel e 80% de diesel). O anúncio foi feito durante evento da Ubrabio (União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene) dentro da programação do seminário da GBEP (Global Bioenergy Partnership), fórum internacional de diálogo, que busca apoiar a formulação de políticas públicas para maior utilização sustentável da bioenergia.

O uso de combustíveis alternativos traz muitas vantagens para as empresas e os operadores de transporte, já que não é necessário fazer nenhuma modificação no motor para que ele receba o B20.

“Além disso, são mantidos a eficiência e o excelente desempenho, com menores emissões e reduzido consumo”, afirmou Gilberto Leal, gerente de Desenvolvimento de Motores da Mercedes-Benz do Brasil. “Isso reforça a confiança da Mercedes-Benz no uso de combustíveis alternativos, que se mostram como opções interessantes, pois não requerem alteração na estrutura da frota atual”, completou.

De acordo com o executivo, outra grande vantagem dos veículos da marca é que eles podem ser abastecidos com biodiesel, diesel de cana (um desenvolvimento pioneiro da marca) e diesel comercial.  A Mercedes-Benz do Brasil é pioneira na utilização de biodiesel para caminhões e ônibus no país, já tendo realizado mais de 2.200.000 km de testes de operação com biodiesel B20 em ônibus urbanos. “Estamos mostrando ao mercado que o biodiesel e também o diesel de cana são as mais viáveis alternativas de combustível ‘limpo’ para o nosso país”, diz Gilberto Leal.

Atualmente, misturas até B5 (teor de 5% de biodiesel) são utilizadas normalmente em caminhões e ônibus, já incluindo os modelos que atendem ao Proconve P-7, sem necessidade de alterações no veículo e no motor. A partir de agora, isso também é válido para o B20, mantendo-se os mesmos níveis de desempenho, consumo e emissões, com destaque para a redução de 35% na emissão de material particulado.

Os ganhos ambientais proporcionados pela utilização do biodiesel são potencializados ainda mais pelos motores com a exclusiva tecnologia BlueTec 5 da Mercedes-Benz, novidade da nova linha de caminhões e ônibus da marca. Os  veículos com tecnologia BlueTec 5 reduzem em 80% as emissões de material particulado e em 60% as emissões de Óxidos de Nitrogênio (NOx), em relação à legislação anterior. Para diminuir o volume de emissões de NOx e obter menor consumo de combustível, a tecnologia BlueTec 5 inclui o uso de ARLA 32 (Agente Redutor Líquido de NOx Automotivo) no escapamento do veículo para pós-tratamento dos gases de escape por redução catalítica seletiva (SCR).



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar