acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Projeto

Braskem e Governo da Bahia fecham parceria para tecnologias com foco em sustentabilidade

08/12/2010 | 11h26
A Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia assinam hoje (7) dois convênios e um protocolo de intenções voltados ao estímulo da pesquisa em inovação tecnológica, dando continuidade à busca da empresa por novas formas de atender à demanda por plástico com competitividade e o menor impacto ambiental possível.

 

O primeiro projeto desta parceira é a Fibra UTEC ® - uma fibra de polietileno de ultra-alto peso molecular -, que conta com tecnologia 100% brasileira e pioneira no mundo. Sua principal utilização será nas plataformas de exploração do pré-sal e em coletes blindados para a área militar.

 

A Fibra UTEC ® é uma alternativa aos cabos de ancoragem das plataformas de exploração de petróleo existentes hoje, confeccionados em aço e/ou poliéster, já que possui alongamento, rigidez e alta resistência únicas no mundo e ideal para explorações em altas profundidades – entre 2 mil e 3 mil metros – como no pré-sal.

 

Já na área de Defesa Nacional, a Fibra UTEC ® é indicada para a confecção de coletes a prova de balas e se adequa às necessidades de países tropicais como o Brasil, já que evita a transpiração como nos modelos importados existentes hoje.

 

“O projeto da Fibra UTEC ® permite que o Brasil crie suficiência tecnológica em áreas estratégicas como o pré-sal e a Defesa Nacional”, afirma Luís Cassinelli, diretor de Inovação e Tecnologia da Braskem. A planta piloto entrará em funcionamento até o final do mês e terá capacidade de 50 toneladas/ano – volume suficiente para concluir o desenvolvimento total do projeto.

 

O projeto – que também conta com apoio do FINEP - terá investimento de US$ 10 milhões e a expectativa é iniciar a produção em escala industrial em 2013 para suprir o potencial do mercado, estimado entre 1.000 a 1.500 toneladas/ano.

 

A parceria reflete o empenho da Braskem em mobilizar esforços para a pesquisa e desenvolvimento de processos e produtos inovadores e sustentáveis. Deste modo, além do investimento na produção da Fibra UTEC ®, a parceria entre a Braskem e SECTI também conta com convênios com a FAPESB (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia), instituição ligada à SECTI que tem o objetivo de estimular e apoiar o desenvolvimento das atividades científicas e tecnológicas do Estado da Bahia. Serão investidos até R$ 3 milhões em projetos de pesquisa científica e tecnológica cooperativos, a serem estabelecidos entre pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa (públicas ou privadas) da Bahia e da Braskem. Os projetos serão selecionados pela FAPESB e pela Braskem.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar