acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Financiamento

BNDES aprova condições de crédito para leilões de energia

05/12/2013 | 09h56

 

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou condições de financiamento específicas para os projetos vencedores dos leilões de transmissão e de energia nova no ambiente de contratação regulado que serão realizados no próximo dia 13 de dezembro.
As condições são as mesmas disponibilizadas para os projetos vencedores do leilão de transmissão de 14 de novembro e dos leilões de energia nova e de energia de reserva ocorridos em agosto (dias 23 e 29) e novembro (dia 18).
Ao aprimorar as condições de crédito, o Banco busca contribuir para a modicidade tarifária na contratação de energia em leilões públicos, bem como para incentivar a emissão de debêntures de infraestrutura e, consequentemente, captações de mercado de longo prazo.
O próximo leilão de energia será o último a ser realizado este ano para a contratação de energia nova. Os investimentos em geração previstos para os próximos quatro anos superam R$ 100 bilhões, sobretudo em energia hidrelétrica, eólica e térmica, o que representará demanda substancial por crédito do BNDES. Desde 2003, o Banco financiou R$ 122 bilhões para o setor, incluindo os projetos de transmissão, viabilizando investimentos da ordem de R$ 207 bilhões.

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou condições de financiamento específicas para os projetos vencedores dos leilões de transmissão e de energia nova no ambiente de contratação regulado que serão realizados no próximo dia 13 de dezembro.

As condições são as mesmas disponibilizadas para os projetos vencedores do leilão de transmissão de 14 de novembro e dos leilões de energia nova e de energia de reserva ocorridos em agosto (dias 23 e 29) e novembro (dia 18).

Ao aprimorar as condições de crédito, o Banco busca contribuir para a modicidade tarifária na contratação de energia em leilões públicos, bem como para incentivar a emissão de debêntures de infraestrutura e, consequentemente, captações de mercado de longo prazo.

O próximo leilão de energia será o último a ser realizado este ano para a contratação de energia nova. Os investimentos em geração previstos para os próximos quatro anos superam R$ 100 bilhões, sobretudo em energia hidrelétrica, eólica e térmica, o que representará demanda substancial por crédito do BNDES. Desde 2003, o Banco financiou R$ 122 bilhões para o setor, incluindo os projetos de transmissão, viabilizando investimentos da ordem de R$ 207 bilhões.

 



Fonte: Ascom BNDES
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar